Os 3 maiores problemas das sociedades de advogados

É bem comum entre os graduados em Direito o desejo em abrir uma sociedade com um colega de sala. E assim, a ideia das sociedades de advogados são colocadas em prática para iniciar a tão sonhada jornada de sucesso. Porém nem tudo são flores. Neste artigo selecionamos 7 erros mais comuns que assolam as sociedades de advogados e como é possível mitigá-los.
sociedades de advogados

Compartilhe

Quais são os maiores problemas das sociedades de advogados?

Nós demos uma aula completa sobre o tema no Curso Online gratuito da Freelaw no Youtube, onde tratamos do “Ciclo Vicioso dos escritórios de advocacia” em nossa aula de Gestão de escritórios de advocacia (também já escrevemos um artigo completo sobre o tema!).

Quase todas as sociedades de advogados que conhecemos vivenciam algum desses problemas.

Fique até o final do artigo e identifique os problemas mais comuns na advocacia e descubra metodologias que podem te ajudar a solucioná-los.

[rock-convert-pdf id=”78355″]

Os 3 problemas mais comuns das sociedades de advogados

1) Ausência de propósito bem definido

Por que o seu escritório existe?

Quais são os valores do seu escritório?

Como os clientes devem ser tratados? Como os colegas advogados devem ser tratados?

A maior parte dos escritórios de advocacia não sabe responder esses questionamentos.

Outras sociedades de advogados até possuem clareza sobre esse propósito, mas ele não é vivenciado no dia a dia.

E, como consequência:

  • É tolerável que os advogados reclamem de clientes.
  • É tolerável que os advogados redijam petições com qualidade aquém do padrão do escritório.
  • É tolerável que os advogados sejam “enrolados”.

Quais são as “regras” e os “princípios” que norteiam a sua sociedade de advogados atualmente?

Se você conseguir responder essa pergunta e, realmente seguir esses princípio, como se eles fossem a Constituição do seu escritório, você estará no caminho para criar um modelo de atuação diferenciado.

2) Falta de definição de papéis e tarefas

Quem é o responsável pela captação de clientes do seu escritório? Quem é responsável pelo planejamento estratégico? Quem é responsável pelo Marketing e pelas redes sociais?

E, na execução de serviços, quem é responsável pela elaboração de petições inicias? Quem é responsável pelos recursos? Quem é responsável pela comunicação com os clientes?

Grande parte das sociedades de advogados não realizam uma divisão adequada de papéis e tarefas e isso pode causar problemas estruturais graves, como: conflitos na equipe e reclamação de clientes.

3) Falta de processos bem definidos

Qual é o fluxo de tarefas que precisam ser executadas para que o cliente seja bem atendido?

Qual é o fluxo de tarefas que precisam ser executadas para que os serviços jurídicos sejam executados com qualidade e agilidade?

Qual é o fluxo de tarefas que precisam ser executadas para que o escritório consiga captar e fidelizar mais clientes?

Se as atividades do seu escritório não estão padronizadas, certamente existem desperdícios e problemas estruturais.

Quase todas as sociedades de advogados possui problemas básicos de gestão

Em suma, quase todas as sociedades de advogados possui problemas básicos de gestão.

E isso causa um ciclo vicioso que prejudica os advogados associados, que precisam trabalhar de forma exaustiva e, em casos extremos (e comuns, infelizmente) sofrem a síndrome de burnout.

Como consequência, os escritórios lidam com uma alta rotatividade de profissionais e os sócios concluem que o problema está nas pessoas que não são comprometidas e dedicadas.

Entretanto, pela nossa experiência, a maior parte dos problemas vivenciados pelos escritórios de advocacia são estruturais e sistêmicos.

Ou seja, a “culpa” não é do advogado júnior. A “culpa” não é do estagiário.

A “culpa” é da ausência de procedimentos internos, da ausência de definição de funções, da ausência de métricas, da falta de reuniões de alinhamento da equipe.

Cuidado para não buscar “Design de Interiores” quando o seu escritório precisa de um pedreiro

Em tempos de tecnologia, Lawtechs e Legaltechs e da Advocacia 4.0, é cada vez mais comum encontrarmos advogados buscando soluções inovadoras para as suas realidades.

Entretanto, em muitos casos, a solução é mais simples do que o necessário.

Pode ser buscada por meio de uma planilha para advogados, por meio da definição de métricas, ou por meio de metodologias básicas de gestão.

Em alguns casos, pode até ser que o seu escritório precise de soluções como Blockchain, Legal Growth Hacking, Legal Design, automação de documentos ou a possibilidade de contratação de advogados online sob demanda. Entretanto, antes de buscar alguma solução, identifique com clareza o problema do seu escritório.

Qual sua opinião sobre o tema?

A sua sociedade de advogados possui algum desses problemas?

Deixe o seu comentário ao final desse texto!

E, caso queira desenvolver um modelo eficiente para o seu escritório de advocacia, assista o Curso Online Gratuito da Freelaw no Youtube!

E, se você preferir se aprofundar no tema por meio de áudio, escute o Podcast da Freelaw!

Inscreva-se em nosso Blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Artigos em destaque

[ebook]

Transforme a sua equipe em um time ágil e deixe a concorrência pra trás

Descubra como resolver situações como:
gargalos que estão afetando o seu time; acúmulo de tarefas e perda de prazos; dores
de cabeça
com retrabalho e novos clientes fora
da sua área de especialização.

Não se preocupe, a gente também não curte spam!

Obrigada!

Estamos enviando o material para seu email...

Experimente a assinatura freelaw e saia na frente da concorrência

Cadastre-se na plataforma gratuitamente e comece a delegar seus casos.

Você também pode chamar nosso time de vendas no whatsapp agora e receber uma oferta personalizada para seu negócio.

Fale com um consultor