Parcerias jurídicas são uma forma de trabalho adotada por pequenos e grandes escritórios de advocacia. Através dessas parcerias, os escritórios otimizam o tempo gasto em trabalhos que não são de sua especialidade, aumentam a qualidade do serviço e a satisfação do cliente. A tecnologia inseriu as parcerias jurídicas dentro da Advocacia 4.0, como uma das formas de se inovar na profissão.

Quando buscam um advogado, muitos clientes esperam que ele resolva todos os seus problemas, por mais que sejam de áreas distintas do Direito. Por isso a importância das parcerias jurídicas entre advogados e escritórios de advocacia.

E, como diria um provérbio africano:

Se quiser ir rápido, vá sozinho. Se quiser ir longe, vá acompanhado

Apesar de seus benefícios, as parcerias jurídicas também podem trazer muita dor de cabeça para os advogados.

Afinal, essa relação envolve um terceiro, e torna-se mais difícil controlar a qualidade do serviço. Além disso, se mal realizada, as parcerias jurídicas podem resultar em perda de clientes e disputa entre advogados.

Mas, se realizadas com sucesso, os benefícios são exponencialmente maiores do que os riscos. Clientes satisfeitos, menos tempo gasto com atividades que não são de sua especialidade e um trabalho de qualidade são apenas alguns dos vários benefícios trazidos por uma boa parceria jurídica.

 Interessado no assunto? Está em busca de formas de melhorar a qualidade de seu trabalho e potencialmente atrair e atender mais clientes com qualidade? Continue lendo.

Quais os tipos de parcerias existentes? Quais os prós e contras das parcerias jurídicas? Como a inovação pode te ajudar a encontrar o parceiro ideal?

Além disso, se você tiver as seguintes dúvidas:

  • Quais os tipos de parcerias existentes?
  • Quais os prós e contras das parcerias jurídicas?
  • Como a inovação pode te ajudar a encontrar o parceiro ideal?

Confira a aula sobre parcerias jurídicas, parte do curso gratuito da Freelaw.

Fique até o final e entenda exatamente em que casos você deve ou não buscar uma parceria jurídica. Descubra, também, como encontrar parceiros ideais para você em qualquer região do país.

[rock-convert-pdf id=”75080″]

Tipos de parcerias jurídicas

Nenhum advogado é especialista em todas as áreas do Direito. Além disso, em muitos casos, os advogados estão tão sobrecarregados que precisam buscar parceiros para executar os serviços com mais agilidade.

Para resolver esses problemas, em alguns momentos, os pequenos escritórios de advocacia (ou mesmo os grandes) resolvem trabalhar juntos em um mesmo caso e acordam a respeito da divisão dos honorários.

Em outros momentos, pode existir a parceria por captação de clientes, em que um escritório executa o trabalho e o outro recebe por ter conseguido o cliente.

Nesse sentido, as parcerias são um instrumento importante para os advogados fidelizarem clientes. Além de permitir uma ampliação das áreas do Direito que o escritório atua, o que, naturalmente gera mais clientes para o escritório.

Apesar disso, a maioria das parcerias não possuem regras bem definidas e, muitas vezes, causam insatisfação tanto para os advogados envolvidos, quanto para os próprios clientes.

Prós e Contras das Parcerias

Prós:

  • Possibilidade de entregar serviços para os clientes em mais áreas do Direito:  contribui para a fidelização do cliente.
  • Economia de tempo e aumento da eficiência: o parceiro auxilia na execução da demanda e reduz o tempo gasto pela equipe interna do escritório, que muitas vezes está bastante sobrecarregada.
  • Não aumentam os custos fixos: ao invés de contratar algum profissional especialista, o escritório realiza uma parceria, sem aumentar os custos fixos com a estrutura física do escritório, por exemplo.

Contras:

  • Possibilidade de diminuição do controle da qualidade da execução do serviço executado pelo advogado/escritório parceiro: o escritório possui mais controle de qualidade sobre o trabalho que sua própria equipe produz e menos controle  sobre o que o advogado parceiro produz.
  • Diminuição do controle do cumprimento dos prazos: é mais fácil controlar o cumprimento de prazos da própria equipe do que de um parceiro. Se o advogado parceiro perde o prazo do cliente, talvez ele fique insatisfeito em relação ao advogado que indicou também.
  • Possibilidade de problemas no relacionamento com o cliente: quem se relaciona com o cliente? O captador do cliente ou o parceiro? Ambos se relacionarão? Como? Essa relação pode trazer confusão para o cliente.
  • Possibilidade de perda do cliente: quando um advogado indica um escritório de advocacia ele corre o risco de o cliente executar todas suas outras demandas com aquele escritório, a partir daquele momento. Este é o caso que afeta muitos escritórios, que, muitas vezes, optam por rejeitar as demandas que não são de sua especialidade.
  • Concorrência entre advogados: uma parceria mal formatada pode causar conflitos e rivalidade entre os advogados envolvidos, que podem concorrer pelo cliente.
  • Divisão dos honorários com o parceiro: a divisão de honorários está justa? Muitas vezes, uma das partes recebe um valor mais alto do que efetivamente contribuiu.

Com uma boa comunicação, com regras claras e com a confiança entre os advogados, é possível potencializar os benefícios das parcerias e mitigar os riscos.

Captação de clientes e fortalecimento do Marketing

Além disso, destaca-se que as parcerias jurídicas podem ser utilizadas como forma de marketing jurídico. Por exemplo, dois advogados podem criar um sistema de indicações um para o outro, produzirem conteúdos juntos, fazerem vídeos para o Instagram, etc.

É o caso, por exemplo, utilizado pela própria Freelaw, com o nosso Podcast “Lawyer to Lawyer”.

No Podcast, nós entrevistamos advogados que compartilham suas experiências, possuem oportunidade de divulgar o seu trabalho. Naturalmente, em contrapartida, esses profissionais compartilham nossos conteúdos e promovem a Freelaw.

Trata-se, portanto, de uma relação ganha-ganha para todos.

E como encontrar o parceiro ideal? A tecnologia pode te ajudar!

Como encontrar o parceiro ideal para o seu escritório

Inegavelmente as parcerias jurídicas podem trazer muitos benefícios. Mas como encontrar o melhor parceiro para te ajudar?

Será que o parceiro que você precisa no momento em que está sobrecarregado é o mesmo que precisa no momento em que quer captar clientes?

Em alguns casos, sim. Em outros, não.

Para solucionar esse problema, você pode buscar indicações em grupos no LinkedIn, Facebook e Whatsapp e também utilizar plataformas de conexão de advogados, como a Freelaw.

A Freelaw permite a conexão de profissionais de acordo com a natureza da demanda e a especialidade do profissional.

Isso significa que caso você precise de alguém para produzir conteúdo para o Blog do seu escritório encontraremos algum profissional especializado para te ajudar.

E, da mesma forma, caso você precise de um advogado júnior, de um advogado pleno ou de um advogado sênior para uma petição, encontraremos o profissional adequado, que te trará o melhor custo-benefício.

Além disso, é possível que os parceiros formalizem os acordos necessários sobre a execução do serviço antes do início, o que evita conflitos, concorrência desleal e problemas com o cliente.

É um ambiente que gera mais confiança para esse tipo de relação. Se quiser saber mais, confira como fazer parcerias jurídicas por meio da Freelaw.