Modelo de ação de alimentos: o que não pode faltar nesta inicial?

Um bom modelo de ação de alimentos aumenta muito as chances do alimentante ter seu direito integralmente respeitado e cumprido. Por isso, se faz necessária uma peça bem feita, bem polida, clara e com detalhes essenciais para o provimento da demanda.
odelo de ação de alimentos: o que não pode faltar nesta inicial?

Compartilhe

Um bom modelo de ação de alimentos aumenta muito as chances do alimentante ter seu direito integralmente respeitado e cumprido. Por isso, se faz necessária uma peça bem feita, bem polida, clara e com detalhes essenciais para o provimento da demanda.

Assim sendo, iremos tratar aqui acerca do que não pode faltar em seu modelo de ação de alimentos, explicando de forma simples e objetiva acerca dos tópicos e atributos para sua peça atingir o objetivo pretendido.

Este é um guia completo que te ajudará de maneira objetiva e eficaz a produzir um modelo de ação de alimentos do início ao fim que será adaptável a diversos casos de pensão alimentícia. Confira!

Leia também “A tréplica no procedimento do júri e a plenitude de defesa“.

Como se dá o processo de ação de alimentos?

O processo de pensão alimentícia tem rito próprio e é uma ação diferenciada. A lei nº 5.478/68 auxiliou a estruturar seu andamento de forma mais célere, tendo em vista a urgência de quem pede a pensão e precisa viver dela.

A pensão alimentícia é tão importante que se encontra fundamentada em diversos instrumentos do Direito Civil. Segundo o disposto no art.1694 do Código Civil, podem requisitar os alimentos: 

  • parentes;
  • cônjuges;
  • companheiros que necessitem de ajuda financeira para viver de modo compatível com sua condição social e, até mesmo, atender as necessidades de educação. 

Insta destacar ainda que o direito à prestação de alimentos, segundo o art.1696 do já mencionado Código Civil é recíproco entre pais e filhos e extensivo a todos os ascendentes, recaindo a obrigação entre os pais próximos em grau de parentesco na falta do devedor da prestação.

Quem paga alimentos não tem o dever de dar somente o mínimo necessário para a subsistência do outro. Essa pessoa precisa oferecer também o suficiente para que essa pessoa viva uma vida digna e de acordo com as suas necessidades. Esse é um motivo pelo qual se faz necessário que, ao decorrer da exordial, sejam discriminados os valores necessários para fins de:

  • vestimenta;
  • habitação;
  • assistência médica;
  • educação;
  • dentre outras necessidades do alimentando que devem ser supridas pelo alimentante de acordo com suas possibilidades, conforme o disposto no art.1694 do Código Civil.

No caso mais comum, o de pensão de pais para filhos, os genitores devem entender que os filhos necessitam de provimento para viver. Portanto, é necessário que contribuam financeiramente para isso. Claro que não apenas financeiramente, mas, no presente artigo, iremos focar nessa parte.

Não se pode esquecer que o devedor vai pagar a prestação alimentícia, fixada pelo juiz, de forma que ele não prejudique o seu próprio sustento e que também atenda às necessidades do alimentando. Há que se levar em consideração aqui, bem como discorrer acerca do binômio possibilidade x necessidade, ou seja, a possibilidade do alimentante e a necessidade do alimentado e a proporcionalidade entre estes, uma vez que este é o ponto principal que irá definir o valor da pensão alimentícia a ser fixada pelo D. Juízo. 

Para comprovar o alegado neste tópico, se faz necessário realizar prova do referido binômio necessidade/possibilidade. Com o boom das redes sociais e a exposição da vida das pessoas por elas mesmas, se tornou mais fácil produzir provas robustas.

Outras provas úteis são: contracheque do alimentante, notas fiscais que comprovem os gastos do alimentado de maneira discriminada, etc.

Muito importante destacar ainda a competência para ajuizar corretamente seu modelo de ação de alimentos, que é a de domicílio ou residência do alimentando, de acordo com o artigo 53, II do CPC, artigo 147 do ECA e Súmula 383 do STJ.

Na grande maioria dos casos de pensão alimentícia, existe a possibilidade de se pedir a tutela urgência para fixação de alimentos provisórios, que serão pagos até o deslinde do feito, uma vez que os alimentos possuem caráter absolutamente emergencial e não podem esperar.

O Código de Processo Civil em seu art. 300 aduz que “a tutela de urgência será concedida quando houver elementos que evidenciem a probabilidade do direito e o perigo de dano ou o risco ao resultado útil do processo”.

Aqui deve existir prova inequívoca da necessidade e possibilidade.

A pensão alimentícia é um tema muito recorrente e necessário no direito de família. Assim, é muito importante que profissionais da advocacia fiquem atentos aos detalhes e atualizações da área. 

Para o profissional que atua nesta área, é imprescindível estar atento aos órgãos julgadores para que saiba os entendimentos atuais sobre os assuntos que surgem a cada dia. Alimentos são muito importantes, pois em regra, quem está em busca desse direito, está precisando muito dele e uma inicial bem feita pode definir o êxito da demanda.

Leia também “Acordo de sócios: entenda a importância deste instrumento“.

Os principais pedidos do modelo de ação de alimentos

Os pedidos essenciais para seu modelo de ação de alimentos restar completo são:

  1. Pedido de justiça gratuita, se for o caso; 
  2. Pedido de tutela antecipada, se for o caso; 
  3. Intimação do Ministério Público; 
  4. Julgar totalmente procedente a ação para fixar os alimentos;
  5. Condenação em honorários advocatícios e custas processuais;
  6. Produção de todos os meios de prova em direito admitidos.

E o valor da causa?

Tratando-se de ação de alimentos, o valor da causa deve corresponder a uma anuidade, ou seja, à soma de doze prestações mensais requeridas pelo autor.

E a execução de alimentos caso o alimentante não efetue os pagamentos?

Em caso de não cumprimento do pagamento da pensão, existem quatro maneiras de se cobrar parcelas de alimentos vencidas:

  1. execução de título extrajudicial sob pena de penhora;
  2. execução de título extrajudicial sob pena de prisão; 
  3. cumprimento de sentença sob pena de prisão;
  4. cumprimento de sentença sob pena de penhora.

É importante diferenciar a execução do cumprimento de sentença. Só é executado título extrajudicial, enquanto que, em caso de sentença, se faz o cumprimento. Isso se dá pelo fato da natureza distinta dos dois títulos.

Você pode encontrar mais detalhes sobre o procedimento de execução e de cumprimento de sentença no Código de Processo Civil e na Lei nº 5.478/68, Lei de Alimentos.

Existe o caso ainda no qual a possibilidade ou necessidade se alteram após a definição do valor da pensão. Nestes casos, se faz necessário ingressar com uma ação revisional de alimentos. Precisa realizar uma boa revisional de alimentos? Clique aqui e encontre um manual!

Leia também “Contrato de fiança: o que você deve saber sobre teoria e prática“.

Assinatura de serviços jurídicos: conte com um bom modelo de ação de alimentos

Caro colega advogado, se você estiver sem tempo para elaborar uma boa peça, os profissionais especialistas da Freelaw estão aqui para te ajudar!

Isso porque, a plataforma da Freelaw tem o intuito de facilitar e agilizar a vida do advogado. E isso pode ser feito por meio da assinatura de serviços jurídicos.

Como isso funciona? Bom, assim como você assina para ter acesso a inúmeras músicas no Spotify, por exemplo, você tem acesso aos melhores advogados cadastrados na nossa plataforma, para cumprir demandas, sem o aumento dos custos fixos do seu escritório (como aconteceria com uma contratação fixa). Entenda melhor no vídeo abaixo!

Você vai encontrar advogados especialistas em diversas áreas do direito, como eu em Direito de Família.  Clique aqui e faça o seu cadastro gratuitamente. A nossa equipe de suporte estará disponível para eventuais dúvidas.

Inscreva-se em nosso Blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Artigos em destaque

Cadastre-se agora e obtenha acesso exclusivo!

Os melhores especialistas em diversas áreas do direito e negócios vão te trazer as soluções mais inovadoras e dicas surpreendentes para você aplicar hoje mesmo no seu escritório.

E o melhor? Você pode aprender enquanto faz outras atividades, otimizando o seu tempo e desenvolvendo sua capacidade de gestão.

Não se preocupe, a gente também não curte spam!

Obrigada!

Estamos enviando o material para seu email...

Experimente a assinatura freelaw e saia na frente da concorrência

Cadastre-se na plataforma gratuitamente e comece a delegar seus casos.

Você também pode chamar nosso time de vendas no whatsapp agora e receber uma oferta personalizada para seu negócio.

Fale com um consultor