Como você consome conteúdos jurídicos nos seus intervalos de trabalho? Ler livros para advogados pode ser uma boa opção para aprender mais sobre a sua área ou, até mesmo, para se distrair com algum tema do seu interesse enquanto você relaxa. 

O fato é que, quando se atua no ramo do direito ou se pretende atuar, é preciso buscar conhecimento e fazer dessa prática a sua rotina. Isso porque com o emaranhado de mudanças legislativas, atualizações informativas, súmulas e jurisprudência, o profissional do direito deve se manter sempre bem informado e atualizado, não somente acerca desses aspectos, mas também quanto às mudanças sociais e políticas que acontecem no Brasil e no mundo. 

Existem outras maneiras de obter esse tipo de informação e de conhecimento em dias mais agitados, inclusive aliadas à tecnologia, como é o caso dos podcasts. Contudo, outras habilidades são treinadas com o hábito da leitura de literatura, pois ela aguçar a flexibilidade cognitiva, permite os desenvolvimentos da criatividade e da capacidade de resolver problemas, o que foi considerado pela World Economic Forum – a Organização Internacional para Cooperação Público-Privada – como três das principais características do profissional do futuro

Pensando nisso, a Freelaw desenvolveu uma lista com 23 livros essenciais para um bom advogado. Eles não tratam apenas do direito, mas também auxiliam na construção da ética e da humanização do profissional.

1 – COMO FAZER AMIGOS E INFLUENCIAR PESSOAS

O autor Dale Carnegie, aborda de maneira excelente o quanto o relacionamento amigável é um fator positivo para um bom profissional, evidenciando a necessidade de saber lidar com as pessoas. 

Para a construção de uma rede de clientes fidelizados é preciso que a comunicação seja o carro forte, e o autor demonstra isso de maneira singular, sendo um guia clássico sobre a relações humanas, apresentando técnicas fundamentais de comportamento perante determinadas situações do dia a dia. 

Assim, em “Como fazer amigos e influenciar pessoas”, Carnegie identifica que um dos aspectos profissionais fundamentais nos diversos ramos de trabalho é a persuasão, restando claro que na carreira advocatícia não é diferente, pois o convencimento é uma parcela importante quanto às características essenciais de um bom profissional. 

2 – PLANEJAMENTO E GESTÃO PARA ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA 

Com uma abordagem de submersão total, o autor Alexandre Macedônia Ourique, apresenta dicas de como organizar e obter uma excelente rotina administrativa. Dessa forma, “Planejamento e gestão para escritórios de advocacia” é voltado para o funcionamento de escritórios e departamentos jurídicos variados, o que não limita o autor a escrever e destrinchar apenas sobre grandes espaços, mas também sobre escritórios e departamentos menores. 

Não somente para advogados iniciantes, mas para todos os profissionais é imprescindível a organização e mapeamento das atividades propostas, além das especialidades e aperfeiçoamentos necessários. 

Pensando nisso, a Freelaw também criou uma lista dos melhores cursos para advogados. Confira!

3 – ADVOGADO FORA DA LEI 

Se você é um advogado, ou pretende se tornar um, esse livro é para você. Ji Y, L. Sanches traduz de maneira perfeita o perfil do advogado exigido pela nova economia mundial, elaborando seus estudos de acordo com as novas metodologias e necessidades das novas tendências do mercado jurídico. A base para Sanches, foi justamente os novos Law and Management, Law and Entrepreneurship e outros ramos, tudo isso baseado em uma metodologia prática e transdisciplinar, tratando de assuntos acerca da mentalidade empreendedora, gestão estratégica e inteligência emocional. 

Assim, “Advogado fora da lei” é uma leitura indispensável para o advogado do futuro que pensa para além das obviedades. A Freelaw também desenvolveu uma lista com blogs para advogados, para manter você sempre por dentro das características de um profissional atualizado. 

4 – O LADO DIFÍCIL DAS SITUAÇÕES DIFÍCEIS 

Ben Horowitz compartilha nesta obra suas experiências e caminhos para se tornar um dos empreendedores mais importantes do Vale do Silício. O autor apresenta a prática de toda sua vida como empresário e empreendedor, focado nos desafios e dilemas em uma esfera de boa gestão de negócios. Ele não necessariamente fala sobre escritórios jurídicos, mas esse paralelo pode perfeitamente ser traçado. 

O que não afasta o mundo empreendedor e empresarial da carreira advocatícia é justamente as tomadas de decisões e resolução conflituosa, assim, “O lado difícil das situações difíceis” apresenta o que não será aprendido nas universidade jurídicas, mas, sim, na prática. 

5 – O DILEMA DA INOVAÇÃO 

O dilema da inovação” é outro livro super focado no desenvolvimento enquanto empresa ou escritório. Caso seja esse o seu objetivo, esse livro do professor Clayton M. Christensen é para você. Ele traz consigo a narrativa de que nem sempre fazer tudo correto e coerente é o segredo para que sua empresa (e neste tópico, o escritório) se mantenha na competitividade do mercado. 

O autor não propõe a escandalização nem o descumprimento da lei, mas informar sobre o novo mundo, com tecnologias avançadas que estruturam o mercado. Por último, o livro apresenta dicas de como não cometer desvios ou erros frente ao mundo globalizado e tecnológico. 

6 – ACIMA DE QUALQUER SUSPEITA 

Scott Turow, propõe com sua obra um cenário de desdobramentos necessários que todo profissional da advocacia precisa ter: o famoso “jogo de cintura”.  “Acima de qualquer suspeita” é considerado um bestseller para os livros de ficção na área legal. Ele narra um thriller policial, que conta a história da investigação do estupro e do assassinato de uma advogada e a sua ligação com um investigador da promotoria.

Assim, o tribunal é o principal palco do autor, rodeado de personagens com conflitos éticos e morais, em um ambiente realista e forte, no qual o único caminho para a suposta vitória é a distorção dos fatos. 

7 – DE BOM A EXCELENTE 

Jim Collins aborda um estudo sobre características em comuns de determinadas empresas de sucesso, para que se fosse possível conseguir essa “chave” do êxito.

De bom a excelente” pode ser considerado um livro ideal para ser lido antes de abrir um escritório ou uma empresa, pois foi construído com base em pesquisas realmente verificadas e investigadas, apresentando os pilares para o sucesso. 

8 – O SOL É PARA TODOS 

Diferente de tudo que você já leu, Harper Lee traz um drama legal narrado na perspectiva de uma criança. A história se passa na década de 1930, no sul dos Estados Unidos, região caracterizada pela presença, ainda não findada, do preconceito racial e narra a missão de um advogado para defender um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca. 

Assim, em “O sol é para todos”, temos a história de uma sociedade racista, desigual e miserável, tudo isso sem nos esquecermos do direito. Sendo assim, trata-se de uma obra indispensável tanto para os que já seguem carreira advocatícia, quanto para os que desejam segui-la. 

9 – NA COLÔNIA PENAL 

Como em outras obras que serão aqui apresentadas, “Na Colônia Penal”, de Franz Kafka, vemos a excelência e veracidade dos livros e contos do autor. Essa história nos direciona para a visão de um explorador ao chegar em uma colônia francesa que possui um sistema judiciário não convencional.

Assim, Kafka ressalta fortes críticas sobre o instituto da pena, evidenciando as técnicas medievais de castigos punitivos, além de trazer uma perspectiva indispensável para os advogados acerca desse sistema punitivo que não se encontra tão diferente do proposto na obra. 

10 – A SANGUE FRIO 

Truman Capote narra a história de um assassinato de uma família inteira, ocorrida no interior dos Estados Unidos. O jornalista coletou todas as informações com base nas leituras que fez nos diários das vítimas, nas entrevistas com familiares, com a equipe policial e também com os assassinos.

Sendo assim, a obra é um thriller inserido em uma reportagem especial, com traços de  literatura, na qual  o autor descreve os acontecimentos que tornaram aquele crime um dos mais brutais dos EUA, narrando desde o descobrimento do assassinato até a condenação dos infratores. 

11 – O ADVOGADO 

Henri Robert traz de maneira apaixonante e sutil, o dia a dia dos advogados, sua rotina, suas vestes, casos que necessitam de solução, os clientes e outros aspectos da vida de quem segue carreira advocatícia, ou para quem deseja seguir, funcionando como um ensaio. 

Com relatos próprios sobre a arte de advogar, o autor deixa claro o seu amor pela profissão. Então, se existe a dúvida se essa é a carreira que se deve seguir, “O advogado” vai te apresentar com sutileza e beleza o ofício e suas entrelinhas.  

12 – A LEI 

O francês Claude Frédéric Bastiat, oferece uma perspectiva em que o Estado tem por dever a preservação da vida, da liberdade e da propriedade, mas não tem o poder de interferir na esfera individual. Quando direcionado à aplicação de tais conceitos em um âmbito do direito tributário e privado, o entendimento acerca dos pensamentos e das questões postas pelo autor se torna mais claro. 

Assim, “A lei” oferece uma visão ampliada acerca de qual seria o real papel do Estado em uma sociedade e em até que ponto a lei deve ser usada. 

13 – 1984

O conhecido George Orwell, faz jus a sua fama quando apresenta a obra 1984, ambientada em Londres. A história narra uma sociedade distópica que é vigiada quase que em sua totalidade pelo Estado, na qual o personagem principal é um agente do governo encarregado de falsificar registros de acontecimentos históricos. 

Assim, existem diversos questionamentos acerca desse regime totalitário mascarado de democracia, o que leva a história narrada em “1984” a ser cada vez mais instigante. Como de costume, Orwell questiona os excessos de poder e a forma de gestão dos governos totalitários. 

14 – A REVOLUÇÃO DOS BICHOS 

Também sobre sociedade distópica, George Orwell narra as relações de poder em uma granja, na qual existem animais falantes que convivem com humanos que os destratam, os violentam e os matam. 

Decididos a tomar o poder da granja, os porcos se veem em um dilema: seria o homem o lobo do próprio homem, na mesma medida em que o porco é o homem do próprio porco? O autor apresenta tais narrativas e reúne em “A revolução dos bichos” um misto de revolução com evolução e retrocesso, mantendo seus questionamentos acerca do excesso de poder e da teoria de contrato de Hobbes.

15 – CRIME E CASTIGO 

Embora não se tratar necessariamente sobre o âmbito jurídico, Fiódor Dostoiévski apresenta de maneira singular uma narrativa sobre um jovem que comete um crime e sua convivência com o medo de ser punido se descoberto. 

Apesar de sua distância técnica com o direito de fato, “Crime e castigo” nos leva a compreender o caráter do ser humano quando colocado sob algumas circunstâncias. Portanto, o autor nos instiga a refletir sobre qual seria o limite entre o correto e o incorreto, reflexão bastante corriqueira para quem advogada ou almeja tal ofício. 

16 – MEMÓRIAS DO CÁRCERE 

Esta obra descreve a experiência de Graciliano Ramos enquanto autor e personagem principal, quando foi preso no período do Estado Novo. Passando pelos presídios de Pernambuco e do Rio de Janeiro, o autor evidencia a situação que vivia e presenciava enquanto se encontrava encarcerado por ter sido informalmente acusado de participar da Intentona Comunista.

Sendo assim, “Memórias do cárcere” se torna um estudo de um caso real de como alguém sem sentença definida ou acusação formal pode perambular pelas entrelinhas do direito em uma sociedade de regime político danificado. 

17 – A ERA DOS DIREITOS 

Norberto Bobbio, grande conhecido dos estudantes de direito, traz neste livro onze artigos sobre os direitos dos homens. O autor visa retratar o papel do homem na construção da sua própria história, com base nas suas necessidade e anseios na esfera natural, quanto na esfera social. 

Com todo o ensaio proposto por Bobbio em “A era dos direitos”, o filósofo identificou que o que existe de mais fundamental para o homem e sua permanência de ser é justamente a liberdade, e por sua vez, é dever do estado garanti-la.  

18 – O AUTO DA COMPADECIDA 

O cordel – posteriormente peça e, por fim, filme – escrito por Ariano Suassuna, retrata em diversas partes o direito funcionando em sua forma mais primária, como no episódio da tira de couro de Chicó, inspirada pelo clássico “Mercador de Veneza” de Shakespeare, em que Rosinha e João Grilo se mostram excelentes advogados, achando solução para um caso quase perdido. 

Desse modo, “O auto da compadecida” é um clássico para a literatura brasileira evidenciando a expertise que os que seguem o ofício advocatício devem possuir.

Na linha do audiovisual, a Freelaw  também preparou uma lista exclusiva de seriados jurídicos para você, que certamente se interessa pelo tema. 

19 – A ARTE DA GUERRA 

A arte da guerra”, na verdade, é um tratado militar que foi escrito durante o século IV a.C., por Sun Tzu. Apesar de o livro não falar sobre direito, ele é uma peça chave para todos os profissionais que precisam admitir posturas adequadas, inclusive os advogados. Sun Tzu mostra como é necessário atrelar aliar o pensamento estratégico a uma excelente comunicação. 

Sendo assim, esse livro traz diversas lições que auxiliam a formação de um excelente advogado, com táticas para o aprimoramento do ofício. 

20 – O CASO DOS EXPLORADORES DE CAVERNA 

Essa indicação se torna perfeita para quem estuda ou pretende estudar direito, visto que Lon Fuller propõe um debate e instiga uma argumentação jurídica a partir de uma situação criada por ele no livro “O caso dos exploradores de caverna”. O autor apresenta uma história na qual cinco pessoas entram numa caverna e acabam sendo soterradas. Identificando que o resgate demoraria, uma dessas pessoas propõe um sorteio para que uma delas morra e sirva de alimento para as demais. Quando são resgatados, os sobreviventes são levados a julgamento e acusados de homicídio. Nesse ponto, fica o dilema: como você, advogado, lidaria com essa situação?

Assim, Fuller traz à tona questões morais, jusnaturalismo, hermenêutica jurídica e a complexidade do caso frente ao direito. 

21 – O PROCESSO 

Franz Kafka, nesta outra obra, propõe uma narrativa de um processo em que o acusado não sabe o porquê de está sendo processado. Assim, o autor leva o personagem a caminhar pelos limites da justiça e do direito à ampla defesa, criticando o sistema judiciário burocrático e demasiado lento. 

Dessa forma, em “O processo”, é apresentado a face da justiça que não funciona nem facilita para os que estão submersos nela. 

22 – A FIRMA

John Grisham apresenta, com realidade, a rotina dos grandes escritórios advocatícios dos EUA, o que o torna um dos autores mais queridos pelos advogados. “A firma” conta a trajetória de Mitchell, um estudante de direito de Harvard muito dedicado e toda sua desenvoltura para se formar e integrar uma equipe de direito tributário. Contudo, o que parecia ser o início de um sonho começa a se tornar um pesadelo. 

23 – A CASA SOTURNA 

Charles Dickens apresenta em seu romance sombrio a face de leis imperfeitas, com instituições de poder frente à realidade social. No livro “A casa soturna”, é evidenciado também o ritmo burocrático que os processos encontram até que sejam realmente solucionados, mostrando o impacto que a demora traz à vida das pessoas que aguardam por uma solução. O autor conta a história de herdeiros que esperam pelo fim de um processo interminável, que nem se sabe, com certeza, sobre o que está realmente sendo julgado. 

CONCLUSÃO: livros inspiradores para advogados 

Os livros, de natureza jurídica ou não, são importantíssimos para adquirir conhecimento, criatividade e pensamento crítico dos advogados, não sendo algo extremamente cansativo ou que requer muito tempo, se inserido na rotina de maneira leve e descontraída. 

Logo, recomendamos que você leia pelo menos 10 páginas por dia, nos seus horários e intervalos vagos.  Comece esse hábito agora mesmo!

Agora é com você: quais livros dessa lista você já leu? Quais outros livros você acha indispensáveis para um advogado? Comente aqui embaixo para atualizarmos a nossa lista! 

Não deixe de compartilhar este artigo com seu grupo de amigos, advogados, estudantes ou interessados por temas que envolvem direito, temos certeza que eles vão se interessar bastante por vários dos títulos mencionados aqui.