O LinkedIn é uma rede social que, nos últimos anos, passou a ser um excelente modo de fazer conexões, networking, compartilhar conteúdo e, principalmente, demonstrar expertise e aptidão profissional.

Sendo uma rede social, é de suma importância que os advogados estejam presentes na plataforma, pois seu objetivo foi ampliado. Os usuários não mais utilizam para apenas procurar novos empregos, mas também para fazer conexões, conhecer novos parceiros e alcançar seus clientes em potencial.

Isso mesmo! No LinkedIn, é possível encontrar clientes de forma mais direta, já que os usuários procuram profissionais que demonstram aptidão em suas respectivas áreas. 

Por tais razões, é de suma importância que o advogado esteja presente de forma ativa no LinkedIn, para demonstrar sua autoridade na área de atuação, manter contatos e como forma de alcançar clientes também.

LinkedIn para advogados: por que e como utilizar a rede social?

O LinkedIn, atualmente, é uma das maiores redes de profissionais do mundo e também é utilizada como plataforma de divulgação e de consumo de conteúdos, inclusive jurídicos. E, então, o LinkedIn se tornou uma ferramenta para construir relacionamentos e para fortalecer a imagem pessoal e profissional dos seus usuários, o que faz muita diferença e pode ser importante em uma estratégia de marketing jurídico ético.

Você pode usar a plataforma por meio de posts ou de artigos, por exemplo.

  • Os post são publicações de conteúdos um pouco mais curtos, voltados para um consumo rápido e para a promoção de interação;
  • Os artigos, por sua vez, são direcionados, geralmente, para assuntos que precisam um pouco mais de aprofundamento, sendo fundamental que neles você expresse sua opinião e promova debates.

Caso você queira saber ainda mais sobre como essa plataforma pode te ajudar a crescer digitalmente, continue lendo este artigo. Você saberá, ainda, sobre:

Qual é a importância do LinkedIn para advogados?

O LinkedIn é um recurso que busca ampliar a rede de contatos, construir novas reputações e um canal para expor ideias e manter-se como uma autoridade profissional, o que só traz benefícios para advogados, especialmente para aqueles que estão no início de suas carreiras.

Por isso, é uma ferramenta muito importante, pois é um canal de divulgação de serviços prestados, não de maneira direta, mas fortalecendo a imagem e o profissionalismo do advogado, da advogada ou do escritório jurídico.

Como um advogado pode usar o LinkedIn?

O LinkedIn é uma excelente ferramenta para advogados, pois não fere o Código de Ética da OAB, desde que o advogado veicule publicações de caráter informativo.

Você pode usar a rede social como um cartão de visita, por exemplo. Logo, ele precisa ser atrativo e ter informações principais sobre o profissional.

Sendo assim, essa é uma ótima chance para você mostrar seu domínio, técnica, competência e expertise. Como? A resposta é mais simples do que você imagina: falando sobre temas atuais ou problemáticas da área de atuação.

Como você pode usar o LinkedIn?

  • Publique conteúdos relevantes sobre sua área de atuação, assim você conquistará visibilidade;
  • Interaja com as pessoas, participe de grupos e se beneficie disso, procure estabelecer relações estratégicas para você e/ou seu escritório, assim quando você precisar se conectar com escritórios de outras áreas terá maior facilidade;
  • Crie conexões com clientes;
  • Invista em parcerias, pois elas são importantes para aumentar seu networking.

O que um advogado deve colocar no resumo do LinkedIn?

Uma regra simples, mas que faz diferença para os interlocutores: escreva seu resumo em primeira pessoa. Tendo isto em mente, vamos analisar o que deve conter:

  1. Experiência profissional: perfis que contém cargos atualizados recebe mais convites e mais mensagens;
  2. Customize a URL de modo que fique fácil para as pessoas se lembrarem;
  3. Descreva suas qualidades e especificações;
  4. Coloque recomendações, pois gera mais credibilidade e aumenta a confiança. Atente-se para ser recomendações atualizadas e ao menos três;
  5. Seja sucinto e objetivo, demonstre que você tem diferenciais do mercado e que pode em muito agregar, mostre que você tem potencial e se destaca frente aos concorrentes;
  6. Preencha todas as informações solicitadas, não esqueça de escrever sobre organizações filantrópicas e projetos voluntários.

Como atrair novos clientes por meio do LinkedIn?

No LinkedIn, o seu contato profissional ocorre diretamente, porque o foco da plataforma é divulgar conteúdo.Logo, você não disputa atenção com vídeos engraçados ou fotos fofas de animais, por exemplo, já que o objetivo da plataforma é profissional.

Tendo em mente que é uma rede social corporativa e o objetivo é networking, você deve trabalhar isso ao seu favor, com a prospecção de clientes sem ferir o Código de Ética da OAB! 

Para você saber mais sobre as determinação da OAB voltadas para a captação de clientes por meio da internet, ouça ao episódio do podcast abaixo:

O mundo jurídico é movimentado pelo princípio da confiança profissional, afinal seu cliente estará confiando em você para proteger o que há de mais importante para ele, seus direitos. Assim, a propaganda do “boca a boca” é muito eficaz, mas em uma era tão tecnológica pode-se obter bons resultados com a prática do networking.

Independente da sua área de atuação você pode prospectar no LinkedIn, pois os usuários estão abertos para abordagens relativas a negócios, para isso você precisa:

  • Ter um perfil atualizado, afinal o seu cliente precisa saber quem você é;
  • Uma rede de contatos engajada, para isso você precisa: 
    1. ter um perfil bem elaborado, com todas as informações profissionais necessárias, especialmente sobre como entrar em contato com você;
    2. convidar seus amigos para fazer parte da sua rede de conexões, ex-chefes, colegas de trabalho, de faculdade… Tenha no mínimo 500 contatos, isso porque é o mínimo que o LinkedIn requer para te dar o título de perfil campeão; 
    3. manter-se ativo na rede, afinal, quem não é visto, não é lembrado; 
    4. desenvolver sua marca no LinkedIn, construir uma imagem profissional é fundamental e irá refletir em como as pessoas veem o seu desenvolvimento. Posicione-se dentro do seu nicho, compartilhe conteúdos relacionados a ele. 

5 dicas para construir um perfil profissional relevante no LinkedIn para advogados

1. Crie e mantenha um perfil atualizado

Assim você conseguirá mostrar alto potencial em detrimento de seus concorrentes. Foque em resumos, estilo cartas de apresentação, seja objetivo na sua apresentação e não se esqueça de destacar os seus diferenciais.

2. Faça conexões profissionais estratégicas 

Não tenha vergonha de interagir com os profissionais, conexões com pessoas da mesma área ou da mesma especialidade é fundamental. Você pode tê-las como fonte de inspiração e referência.

3. Poste artigos jurídicos e não-jurídicos

Procure trazer temas atuais também, conteúdos que sejam relevantes para seu público-alvo.

4. Interaja com as suas conexões 

Pessoas interagem com pessoas, converse com seu público, mostre que você é solicito, a humanização é fundamental para aprofundar relacionamentos, até mesmo os profissionais.

5. Evite o juridiquês 

A depender do seu público-alvo eles não dotaram do mesmo conhecimento técnico que você, por isso, lembre-se: o importante é transmitir o seu conteúdo de forma clara e coesa, para que ele possa ser consumido sem dificuldades.

O que não devo fazer?

O primeiro passo é não ignorar a plataforma, não atualizar o perfil nem o currículo, pois a plataforma mostra quem você é no momento e não quem você foi.

Não fazer conexões e postar conteúdos desinteressantes, são outros equívocos, pois os usuários procuram informações atuais e pertinentes.

O que você precisa saber sobre marketing jurídico no LinkedIn

Primeiramente, pressupõe-se que você entenda como funciona a plataforma. No caso do perfil pessoal, é importante preencher corretamente o seu perfil e de maneira detalhada, para que as suas conexões possam conhecer mais sobre você.

É necessário produzir conteúdos de forma constante. A regularidade é fundamental para quem deseja ter a plataforma como um canal de comunicação.

Outro aspecto fundamental é compreender os formatos do LinkedIn que atualmente são 4, sendo eles:

  1. Posts;
  2. Artigos;
  3. Stories;
  4. Lives.

O advogado possui essas ferramentas para produzir conteúdo, portanto, entender qual o objetivo ajuda a traçar uma ótima estratégia de produção de conteúdo.

Para você saber mais sobre como criar uma estratégia de conteúdo, além dos questionamentos que você deve fazer:qual objetivo? Quais áreas do direito quero crescer? É fundamental para definir a especialidade, para assim, produzir o tipo de conteúdo que o público irá consumir é a junção do que o advogado tem a oferecer com aquilo que o mercado está disposto a comprar. 

Você pode assistir à entrevista abaixo, com Leandro Ramos, para aprender mais:

É fundamental que o advogado seja especialista em duas ou três áreas, no máximo. Neste processo, a dica é consumir conteúdos dentro das suas áreas e, ao consumir, filtrar aquilo que é interessante “replicar” para o público-alvo.

Os posts devem ser rápidos e objetivos, escritos de forma clara e principalmente, com um ponto de vista sobre a temática em questão. Os usuários do LinkedIn desejam saber o que você, enquanto profissional, compreende sobre a situação.

Portanto, em uma estratégia de marketing, é fundamental estabelecer em qual área você deseja atuar e para quem. Cada vez mais as empresas e os clientes procuram especialistas para solucionar seus problemas, por isso, mostre que você é um especialista no assunto!

Aposte no marketing jurídico, ele será fundamental para você crescer no LinkedIn e em outras redes sociais. E se você quiser saber mais sobre como atrair mais clientes por meio da internet, utilizando o marketing jurídico dê uma olhada em nosso artigo “Marketing jurídico: como atrair clientes por meio da internet“.

O que preciso saber sobre o LinkedIn Ads?

Em um primeiro plano vamos esclarecer o que é o LinkedIn Ads: é uma ferramenta com o objetivo de impulsionar o conteúdo para um determinado público-alvo por intermédio de anúncios. 

A vantagem que essa ferramenta traz é a possibilidade de segmentar melhor sua publicação, direcionando o conteúdo não só pelo critério de região, mas por cargo e nicho de atuação, assim como outras informações pertinentes.

Como funciona?

Os conteúdos são impulsionados, e aparecem no feed do seu público-alvo, é o chamado conteúdo patrocinado. Diferentemente dos anúncios de texto, que aparecem nos arredores das páginas e são menores, nessa modalidade, você tem que se ater a elaborar um texto bem curto e investir em uma imagem com boa resolução.

Como fazer um investimento em LinkedIn Ads?

Você escolhe a sua forma de “pagamento”, ou seja você tem duas opções sendo elas:

  1. pagar por clique (CPC), em que é definido o quanto gastar por dia e paga por clique no seu anúncio; 
  2. ou pelo custo por impressões (CPM), no qual você paga um valor fixo a cada mil impressões no seu anúncio.

Para quem está no início o mais indicado é o CPC, pois é mais econômico. O valor mínimo para o anúncio é de R$4 e o por dia é de R$20.

Mantenha os anúncios atualizados

Para obter bons resultados é preciso focar nos textos do seu anúncio, isso porque eles circulam por uma quantidade considerável de tempo para seu público-alvo.

Vale a pena utilizar a versão premium do LinkedIn?

O LinkedIn é uma ferramenta gratuita, mas possui alguns recursos premium que trazem certos benefícios, por isso, vamos analisar quais recursos incluem no pacote premium.

Primeiro é preciso identificar quais são os planos ofertados pela plataforma, sendo eles:

  • Conta Premium Carreiras: voltado para profissionais que buscam recolocação no mercado de trabalho. O usuário pode acessar a cursos profissionalizantes e ter seu perfil em destaque;
  • Conta Premium Negócios (Business): voltado para empreendedores ou até mesmo freelancers que desejam promover seu negócio. Nesta modalidade o usuário pode acessar às estatísticas sobre sua empresa, além de verificar quem visitou o perfil nos últimos 90 dias;
  • Conta Premium Vendas (sales Navigator): voltado para profissionais de marketing e vendas. O usuário poderá acessar informações que vão auxiliar e mapear possíveis clientes, como mudanças de emprego ou promoção de cargo;
  • Conta Premium Contratação (Recruiter): voltada para profissionais de recursos humanos.

Como podemos ver, a modalidade gratuita pode gerar resultados positivos, por isso, não é imprescindível que tenha recursos premium. Agora, ter um recurso que te facilite a estar em evidência vale muito a pena para manter o destaque, mas não é algo fundamental.

Conclusão: advogados devem estar no LinkedIn?

Como vimos ser uma rede de cunho profissional e que possibilita uma ampla divulgação sobre o seu profissionalismo, o LinkedIn para advogados é altamente indicado, pois é uma maneira altamente eficaz de demonstrar confiança profissional. Por isso, advogados devem estar de forma ativa na plataforma.

Como você chegou até o fim deste artigo, preparamos um material completo para você entender ainda mais sobre marketing por meio de plataformas digitais. Clique e receba em seu e-mail o mapa de conteúdos a seguir: 

https://metodo.freelaw.work/mapa-conteudos-marketing-juridico/

Gostou deste conteúdo? Deixe nos comentários a sua opinião sobre como você utiliza o LinkedIn, como advogado!