No Facebook para advogados, você pode divulgar conteúdos, usar o bate-papo para responder dúvidas e fazer anúncios pagos do seu escritório.

Se você é advogado e quer expandir a divulgação do seu escritório, além dos canais de comunicação tradicionais, considere criar perfis nas redes sociais como forma de entrar em contato com o seu público e alcançar novos clientes. 

Com mais de 100 milhões de usuários brasileiros cadastrados, o Facebook é um excelente meio para iniciar essa jornada, em busca de resultados para o seu negócio, por meio da aplicação de estratégias do marketing digital. 

Muitos profissionais ainda ignoram as vantagens que podem ser obtidas com o uso dessa ferramenta por considerarem muito confuso o gerenciamento dos recursos disponíveis na plataforma. 

Por isso, vamos trazer neste artigo todas as dicas e técnicas que vão te ajudar a construir uma boa estratégia de redes sociais para advogados no Facebook de forma que você obtenha retorno positivo ao usar esse meio. Acompanhe: 

Qual é a importância do Facebook para advogados?

Atualmente, o Facebook é uma das redes sociais mais utilizadas pelos brasileiros, que passam cerca de três horas diariamente conectados a esse tipo de ferramenta. 

O sucesso da plataforma se deve principalmente à reunião de diversas funcionalidades no mesmo lugar. Hoje, você pode conhecer pessoas, se informar, divertir-se e até gerenciar negócios com muita versatilidade por meio do Facebook. 

Por essa razão, esse é o ambiente ideal para advogados que estão em busca de criar novos canais para estabelecer contato com seus potenciais clientes. 

No Facebook para advogados, você pode divulgar conteúdos relevantes, usar o bate-papo para responder dúvidas e até fazer anúncios pagos do seu escritório, tudo com foco em atrair a atenção dos usuários que já tem interesse nos serviços da sua empresa.  

Sem contar que a maioria desses recursos podem ser executados sem custos adicionais para o seu negócio ou conforme o orçamento que você possui.  

Como um advogado pode usar o Facebook?

Vemos que o Facebook tem grande relevância no marketing digital para advogados, mas é comum que os profissionais fiquem temerosos ao usar essa ferramenta devido às penalizações, que podem ocorrer, por parte dos órgãos reguladores. 

Porém, é possível sim que advogados tenham perfis nessa mídia social, desde que saibam como se expor conforme as regras de publicidade da advocacia. Confira os detalhes sobre essa questão a seguir e evite problemas ao divulgar no Facebook: 

O Código de Ética da OAB permite utilizar o Facebook?

Antes de incluir uma nova forma de publicidade para seu escritório, certifique-se qual é o posicionamento do Código de Ética da OAB sobre o assunto. Assim, você terá mais segurança em relação ao que pode ser feito, sem ser penalizado por isso. 

Quanto ao Facebook para advogados ou ao uso das outras redes sociais, o documento orienta que os profissionais do direito podem anunciar nesses meios, desde que a veiculação tenha caráter meramente informativo, sem a intenção de captar clientes ou oferecer serviços. 

Isso porque o advogado não está autorizado a fazer qualquer publicidade que promova a mercantilização do seu exercício profissional. 

Devo criar um perfil para mim ou para o meu escritório?

Diante do direcionamento da OAB, você deve ter se questionado como será possível gerar oportunidades de negócio por meio das redes sociais, se não é permitido aos advogados fazerem anúncios diretos na web. 

Na verdade, nem sempre a visibilidade na internet é conquistada apenas por essa via. Uma das estratégias atuais, que pode ser aplicada pelos escritórios de advocacia, sem infringir as normas da OAB, é investir no inbound marketing

Nessa metodologia, você manterá o contato com os potenciais clientes por meio da divulgação de conteúdos relevantes que vão atrair a atenção do público de forma espontânea. 

E nada melhor do que as redes sociais – onde já vimos que a audiência é muito grande – para divulgar esses materiais e fazer com que você consiga estabelecer o contato com pessoas já interessadas no seu conteúdo. 

Então, por mais que existam limitações da atuação dos advogados nos canais de comunicação, não subestime os resultados que podem ser obtidos com as redes sociais. Crie seu perfil e avalie se a experiência é viável a partir de dados concretos. 

Devo ter um perfil corporativo ou uma página (“company page”) no Facebook?

A pergunta do título acima pode parecer simples, mas muitos profissionais ficam em dúvida do que é melhor para o seu negócio, quando acabam de criar sua conta no Facebook. 

A verdade é que a própria rede social orienta que os empresários optem por fazer uma página profissional para divulgar seus serviços e produtos, do que um perfil pessoal. Tudo isso envolve o objetivo de cada um dos formatos. 

Os perfis foram feitos para conectar pessoas. Eles servem para mostrar a vivência particular de cada usuário, enquanto as páginas oferecem recursos extras que vão garantir a melhor experiência entre os clientes e sua empresa na ferramenta. 

Nas páginas, você atinge um número ilimitado de pessoas, o que não acontece nos perfis pessoais. Além disso, elas oferecem informações essenciais sobre seu público, que serão relevantes para seu planejamento estratégico de marketing. 

Perfil pessoal para advogados compensa?

A decisão de criar uma página ou perfil deve ser alinhada ao seu objetivo dentro do Facebook, porém os administradores da rede social orientam que a regra número 1 é não misturar os dois formatos quando o assunto é promover sua empresa. 

Não há dúvidas de que a página é a melhor opção para a publicidade do seu negócio devido às vantagens que ela traz para a divulgação dos seus serviços. Entretanto, elas só podem ser gerenciadas a partir de um perfil pessoal. 

Por isso, você pode e deve ter uma página particular, sem usá-la diretamente para anunciar seu negócio. Misturar os dois modelos mostra falta de domínio da empresa em lidar com a rede social, correndo o risco de perder potenciais clientes. 

Como atrair novos clientes por meio do Facebook?

As redes sociais servem especialmente para gerar aproximação com seus potenciais clientes, de modo que eles saibam da existência da sua empresa e das soluções que você pode oferecer. 

Antes de executar as estratégias de marketing no Facebook, conheça os hábitos da sua persona ao usar essa ferramenta, pois só assim será mais fácil construir uma identidade que realmente comunique e atraia pessoas interessadas no seu negócio. 

O inbound marketing deve ser seu principal aliado nesse contato com o público. Ao planejar os conteúdos, priorize falar de assuntos que podem ensinar ou ajudar seu potencial cliente diante de um problema que ele enfrenta. 

Ao oferecer seu conhecimento acerca da situação, você mostrará domínio e autoridade para lidar com essas questões. Isso, consequentemente, pode aumentar a captação de clientes que vão procurar por seu negócio em busca de ajuda. 

Para não errar no uso das redes sociais no marketing do seu escritório de advocacia, recomendamos que assista ao vídeo abaixo em que revelamos ações que você deve evitar na gestão dessas ferramentas. Acesse: 

6 dicas para advogados ganharem relevância no Facebook

Como as outras formas de marketing para advogados, o Facebook também possui estratégias que você pode aplicar na hora de elaborar seus conteúdos para atrair ainda mais usuários para a sua página. 

Separamos uma lista com dicas práticas do que você deve observar ao incluir essa rede social na sua divulgação. Não deixe de conferir: 

1. Crie e mantenha um perfil atualizado

Se você optou por ter uma página no Facebook para o seu negócio, então também deve se comprometer em manter a ferramenta sempre atualizada com o máximo de informações possíveis. 

Uma página incompleta pode ser entendida como desleixo por parte da empresa e, provavelmente, não é essa a imagem que você quer passar aos seus clientes. 

Além dos dados básicos que já são preenchidos na ficha de cadastro no site, acrescente também fotos, vídeos e outros conteúdos que vão enriquecer a experiência dos usuários ao ter contato com o seu perfil. 

2. Planeje o seu conteúdo

Suas ações no Facebook devem ser coordenadas estrategicamente de forma alinhada às particularidades dessa ferramenta. Usar essa rede de modo inteligente é o primeiro passo para fazer seu negócio conhecido e prospectar novos clientes. 

Inicialmente, elabore um calendário de postagens com assuntos que sejam relevantes para os usuários. Ao pensar nos conteúdos, tente envolver todas as potencialidades que o Facebook possui para construir peças bem atrativas. 

Lembre também que é importante estabelecer interação com os usuários para aumentar o engajamento da sua conta. Isso pode ser feito por meio do fomento de discussões nos posts ou até mesmo em transmissões ao vivo. 

3. Faça postagens jurídicas e não-jurídicas

Muitas pessoas têm a falsa ideia de que as empresas só podem falar sobre assuntos da sua área do conhecimento no seu perfil no Facebook e isso não é verdade. 

Nada impede que você use a rede social também para divulgar pontos importantes da história da sua empresa ou sobre assuntos não-jurídicos, desde que sejam produzidos estrategicamente dentro do planejamento do seu marketing jurídico

Ainda é possível combinar o Facebook para advogados com outros canais de divulgação, utilizando a rede social como plataforma de atração dos usuários, direcionando-os às demais plataformas, em que eles terão mais contato com sua empresa. 

4. Interaja com outras contas

Nunca esqueça que o Facebook é sobre estabelecer conexão com as pessoas, logo a rede social espera que você execute ações para se comunicar com outros usuários dentro da plataforma. 

Responder comentários, mencionar contas ou compartilhar conteúdos são estratégias que você pode usar nesse sentido. Elas vão aumentar o engajamento do seu perfil e contribuir para o melhor rankeamento dos seus posts na ferramenta. 

5. Produza conteúdo em diferentes formatos

Outra possibilidade do Facebook é usar diferentes formatos (como vídeos, imagens, entre outros aspectos gráficos) para fazer a comunicação com seus potenciais clientes na plataforma. 

Esses recursos são excelentes para levar criatividade à construção dos posts, atraindo uma maior audiência ao seu perfil. Entretanto, seu uso também precisa ser planejado de forma estratégica para atingir bons resultados. 

De nada adianta divulgar um vídeo hoje e não manter a constância nesse tipo de publicação. Normalmente, o retorno desses conteúdos não é imediato e vai exigir organização e frequência para que os resultados apareçam. 

Você ainda pode combinar essas publicações com estratégias de SEO e o uso de hashtags para aumentar mais ainda a visibilidade dos posts na ferramenta. 

6. Evite o juridiquês

Sabemos que os advogados têm muitos termos técnicos usados frequentemente no exercício da sua profissão. Mas nem todos os usuários do Facebook estão preparados para entender essas expressões. 

Por isso, recomendamos que sua linguagem ao se comunicar nessa rede social seja a mais acessível possível, evitando jargões e palavras específicas da área jurídica. 

Assim, você pode construir um processo de comunicação eficiente, sem prejudicar a transmissão da sua mensagem ou gerar entendimentos contrários. 

O que preciso saber sobre o Facebook Ads?

Além dos conteúdos orgânicos que você pode elaborar no Facebook para atrair sua audiência, também é possível investir no sistema de anúncios pagos para destacar suas publicações: o Facebook Ads

Por meio dele, você pode criar campanhas patrocinadas na sua rede social de acordo com objetivos que você pretende alcançar, como gerar reconhecimento da sua marca, obter novos seguidores ou gerar vendas. 

Elas serão exibidas para o público-alvo que você definir, formado especialmente por pessoas já interessadas no seu conteúdo, de forma a captar novos clientes que irão entrar em contato com seus posts. 

O que é o Facebook Business?

O Facebook conta com uma seção para reunir os recursos voltados à gestão dos negócios na rede social conhecida por “Facebook Bussiness”. 

Nessa parte existem funções específicas para contas comerciais que os perfis pessoais não possuem como a página do Facebook, a conta comercial do Instagram e do WhatsApp Business e o gerenciador de anúncios da plataforma. 

A principal intenção do Facebook Business é integrar todas essas estratégicas, aumentando sua presença nos meios virtuais e estabelecendo uma comunicação mais rápida, eficiente e econômica por meio dessas ferramentas. 

É permitido que advogados impulsionem postagens no Facebook?

Depois de conhecer o Facebook Ads e o Business, você deve ter se perguntado se eles podem ser usados na publicidade do seu escritório, já que envolvem a divulgação comercial do seu negócio, ainda que por conteúdos informativos. 

No Código de Ética da OAB não existe previsão expressa sobre isso. Por essa razão, o assunto tem sido objeto de discussões nas seccionais e no Conselho Federal da OAB. 

A nossa recomendação é sempre ficar atento às decisões dos órgãos responsáveis pela área em que seu negócio está localizado, antes de definir uma estratégia de Facebook Ads para seu escritório de advocacia

Hoje, existem entendimentos mais conservadores, como da OAB/MG, que se posicionam contra por considerarem a prática uma forma de publicidade mais agressiva. 

Mas também existem compreensões menos tradicionais, por exemplo, da OAB/SP, que enxergam o impulsionamento como uma possibilidade de gerar novos negócios para os advogados, desde que não afetem a ética da profissão. 

Conclusão: advogados devem estar no Facebook?

A advocacia é um campo que anda muito concorrido e os profissionais que querem se destacar nessa área precisam inovar nas suas estratégias para conseguir novos clientes, além dos canais tradicionais de divulgação. 

Construir uma estratégia de marketing sólida nas redes sociais, e ao mesmo que respeite às normas éticas da profissão, pode ser o grande diferencial no reconhecimento do seu escritório de advocacia. 

Pense assim: se o seu público está nesse espaço, você também precisa começar a frequentá-lo. Quanto mais pontos de contato com os usuários, mais chances de gerar novas negociações. 

Você pode conferir outras formas de captação do marketing digital jurídico no nosso mapa “Conquiste clientes na advocacia por meio da internet”. Baixe-o gratuitamente aqui