Email marketing para advogados: como criar uma estratégia eficiente?

Compartilhe

O que é o e-mail marketing para advogados e como criar uma estratégia eficiente de uso de e-mails para o seu escritório? 

Em um primeiro momento, você pode pensar que o uso de e-mails está ultrapassado, mas, na verdade, essa é uma ferramenta muito importante não só para a advocacia, mas para qualquer empresa que queira aplicar uma boa estratégia de marketing digital, seja com o objetivo de vendas, prospecção de clientes, fortalecimento de marca ou qualquer outro.

Por isso, nesse texto falaremos da importância do uso de e-mail marketing para advogados, então, se você quer entender mais sobre o assunto, você está no lugar certo! 

No final, ainda trouxemos uma dica inovadora para você aplicar no seu marketing jurídico e conquistar clientes todos os dias na advocacia! Vamos lá?

O que é o e-mail marketing para advogados?

O e-mail marketing é um canal de comunicação direta com seus clientes. Em um primeiro momento, você pode pensar que o uso de e-mails está ultrapassado, mas, na verdade, essa forma de comunicação é fundamental para que você trace estratégias que ajudem o seu escritório a se relacionar com seus clientes e potenciais clientes.

Ou seja, ao montar uma estratégia de marketing jurídico, você vai entender a jornada do cliente pelo seu funil de vendas e o e-mail vai entrar na sua estratégia como uma forma de estreitar esse relacionamento.

Como utilizar o e-mail marketing para advogados?

Você pode utilizar o e-mail marketing, por exemplo, para enviar novidades sobre o seu escritório, avisos, newsletter, cartões comemorativos, entre outros.

Lembre-se sempre de que você só deve enviar e-mails para pessoas que forneceram seus dados espontaneamente, ou seja, permitiram o envio desses e-mails. Por isso, nunca compre listas de contatos! Foque no relacionamento de quem já é ou pode vir a ser um cliente seu.

E-mail marketing para advogados e o Código de Ética da OAB

É claro que você não pode esquecer de observar as regras do Código de Ética da OAB, afinal, não é permitido que escritórios de advocacia simplesmente enviem e-mails com ofertas ou propagandas como faria uma loja de produtos físicos, por exemplo.

Você precisa lembrar que todo conteúdo produzido por advogados deve ter teor informativo, ou seja, você precisa “educar” o seu cliente, levar informação para que ele tome uma decisão por conta própria. 

Apesar disso, em um mercado cada vez mais inflado e competitivo como o mercado jurídico, usar ferramentas como o e-mail marketing é fundamental para se diferenciar da concorrência, além de ser excelente para fidelização de clientes e aumento de vendas.

Ou seja, você gera conteúdo de valor e seu potencial cliente vai, aos poucos, conhecendo seu trabalho e confiando em você enquanto profissional.

No vídeo abaixo, explicamos tudo sobre o uso de e-mail marketing para advogados:

Dica bônus: como usar e-mail marketing e prospectar clientes todos os dias na advocacia

Como falamos, o uso do e-mail marketing para advogados é fundamental para o relacionamento com clientes e potenciais clientes do seu escritório.

Mas, além disso, é muito importante que você trace uma estratégia de marketing jurídico completa para gerar autoridade e ganhar visibilidade na internet.

Por isso, nós desenvolvemos um mapa de conteúdos 100% gratuito que vai te ajudar a desenvolver a melhor estratégia de marketing jurídico para o seu escritório.

Baixe gratuitamente nosso mapa de conteúdos e saiba como conquistar clientes todos os dias na advocacia.

E aí, você gostou do conteúdo? Deixe o seu comentário e compartilhe com outros colegas!

Inscreva-se em nosso Blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Artigos em destaque

Obrigada!

Estamos enviando o material para seu email...

Experimente a assinatura freelaw e saia na frente da concorrência

Cadastre-se na plataforma gratuitamente e comece a delegar seus casos.

Você também pode chamar nosso time de vendas no whatsapp agora e receber uma oferta personalizada para seu negócio.

Fale com um consultor