O contrato de parceria entre advogados é comum no direito e, geralmente, ocorre por meio de indicação mútua de clientes ou por meio da constituição de uma sociedade de advogados.

Como formalizar um contrato de parceria entre advogados? Há várias formas, como utilizando um modelo, elaborando um contrato na íntegra ou mesmo com o intermédio de outro advogado, mas hoje queremos falar de uma inovação no mercado. Um sistema inteligente, rápido e prático que auxilia advogados e escritórios de advocacia na formalização de parcerias jurídicas sob demanda.

Quais as vantagens e desvantagens de cada um desses modelos?

Se você acredita em um modelo de advocacia mais enxuto, inovador e colaborativo, você está no lugar certo.

Fique até o final!

[rock-convert-pdf id=”79024″]

5 Dicas práticas para firmar um bom contrato de parceria entre advogados

contrato de parceria entre advogados

Antes de fechar um contrato de parceria entre advogados convencional, é preciso pensar em alguns detalhes que podem garantir ou não o sucesso do empreendimento. É o que veremos a seguir:

1) Concorrentes podem se transformar em possíveis parceiros

A primeira ideia que você deve abandonar é pensar seus concorrentes como adversários. Advogados autônomos têm pouca capacidade de atrair clientes, e a busca por parceiros estratégicos pode aumentar seu diferencial competitivo.

Nesse sentido, se isolar é perder a oportunidade de investir em projetos mais arrojados, que demandam um investimento maior. E o seu concorrente pode possibilitar a realização desses projetos.

Sendo assim, não enxergue eles como ameaças, e sim, como oportunidades.

2) Construa diferenciais para captar parceiros

Para encontrar os melhores parceiros, você deve adotar estratégias que te posicionem melhor no mercado. Do contrário, é possível que não consiga boas parcerias.

Para isso, algumas sugestões podem ser úteis:

  • Tenha um blog com conteúdos para os clientes;
  • Crie um canal de vídeos com conteúdo semelhante ao Blog;
  • Participe de palestras para a comunidade jurídica e não jurídica;
  • Seja pró-ativo e faça contato com advogados em eventos jurídicos para discutir possíveis parcerias;

3) Adote uma mentalidade voltada aos negócios

contrato de parceria entre advogados

Nos negócios, um mindset não adequado pode levar à frustração e ao insucesso. O mindset de um advogado concurseiro, por exemplo, pode gerar dificuldade em assumir uma postura empreendedora. Por este motivo, é preciso regular a mentalidade para o mundo da colaboração negocial. Seu escritório de advocacia é uma empresa e deve ser tratado como tal.

4) Procure parceiros que compartilhem valores semelhantes

Amigos e parentes, apesar de serem próximos, podem não compartilhar os mesmos valores para o mundo dos negócios. Os valores e os objetivos profissionais devem ser alinhados para garantir o sucesso da parceria.

Dessa forma, converse com seu futuro parceiro sobre objetivos profissionais, ambições, projetos e como ele se insere na advocacia.

5) Estabeleça parcerias em termos claros e que agregue valor

Para uma parceria dar certo é preciso termos claros e divisão de responsabilidades. Não acredite no “vamos começar para ver no que dá”. Para parcerias mais robustas é preciso que o contrato de parceria entre advogados verse sobre a participação de cada um dos envolvidos.

Além disso, é recomendado que faça uma avaliação das forças e fraquezas, limites e contribuições da parceria. Para isso, utilize alguma ferramenta específica esse tipo de avaliação, como a Matriz de SWOT.

Vimos que a tarefa não é fácil e é preciso paciência para firmar um bom contrato de parceria entre advogados.

No entanto, se você não dispõe de todo esse tempo e as demandas não param de crescer, saiba que com a Freelaw é possível estabelecer parcerias jurídicas inovadoras.

Assim, os escritórios ampliam a oferta de áreas e tipos processuais sem a necessidade de aumentar a sua estrutura ou firmar uma parceria convencional.

Como funciona um contrato de parcerias na Freelaw? Como formalizar esse contrato?

contrato de parceria entre advogados

A Freelaw é uma lawtech que promove parcerias jurídicas entre escritórios e advogados de forma online sob demanda para execução de petições, contratos e demais serviços jurídicos.

Para isso, você deve se cadastrar em nossa plataforma, preencher seu perfil de contratante (e você também pode prestar serviços jurídicos, é só preencher o perfil de prestador) e solicitar um serviço jurídico aos advogados parceiros.

Após, você descreve em detalhes o serviço que pretende demandar, com os seguintes dados:

  • Área do serviço;
  • Grau de complexidade;
  • Quais os fatos do caso;
  • Orientações jurídicas gerais;
  • Prazo;
  • E uma proposta de valor;

A partir dessas informações, a plataforma localiza os profissionais mais qualificados para executar o serviço, de acordo com o grau de complexidade, a área e o valor exigido. Simples, prático e rápido, certo?

Quais as vantagens e desvantagens?

Algumas vantagens podem ser destacadas com a contratação parceiros jurídicos por meio da plataforma:

a) Você está no controle de todo o processo e pode revisar ou pedir esclarecimentos até que o serviço fique como espera;

b) O algoritmo seleciona o profissional mais qualificado para a demanda, garantindo o melhor custo-benefício;

c) Os procedimentos são claros e transparentes, facilitando o gerenciamento da demanda;

d) Não há vínculo pessoal ou profissional com o parceiro jurídico que executará a demanda;

e) O acesso aos documentos é disponibilizado somente durante a execução da demanda, visando a proteção das informações e dos dados;

f) A plataforma da Freelaw auxilia na gestão da demanda, ao enviar lembretes com o intuito de garantir um serviço com qualidade e dentro do prazo;

Vale a pena contratar um parceiro jurídico na Freelaw?

Naturalmente, como em qualquer parceria jurídica, existem riscos, mas todo o sistema desenvolvido pela Freelaw foi pensado para mitigar ao máximo esses riscos, garantindo total segurança e conforto aos usuários.

Nesse sentido, todos os procedimentos, regras e a tecnologia utilizada são aliados dos escritórios, que contratam serviços na plataforma, e também dos advogados, que prestam serviços.

E, além disso, como trata-se de uma parceria institucionalizada e, sob demanda, caso surja qualquer problema entre as partes, o suporte da Freelaw será acionado.

Se você quiser saber mais sobre essa modalidade de contratação, recomendamos que você leia este artigo completo, sobre contratação de advogados home office e, assista esta aula do Curso Online da Freelaw.

Gostou da solução? Cadastre-se na plataforma da Freelaw e envie a sua primeira solicitação de serviços e se surpreenda com a qualidade dos #freelawyers.