O impacto da inteligência artificial e do Chat GPT na advocacia

Compartilhe

Colorful Modern Digital Marketing Banner Landscape 46.8 × 6 cm 1 O impacto da inteligência artificial e do Chat GPT na advocacia

A tecnologia está afetando o meio jurídico dia após dia, especialmente com a automação, a inteligência artificial e o Chat GPT na advocacia. Entenda como essas ferramentas podem ser usadas para aumentar a eficiência e reduzir custos.

Com o aumento da adoção de tecnologias avançadas na advocacia, surgem desafios e oportunidades que afetam a maneira como os escritórios lidam com seus processos.

Nesse sentido, a inteligência artificial (IA) e automação surgem como ferramentas de produtividade para advogados, capazes de facilitar a rotina nos escritórios. Contudo, com o advento de IAs como o Chat GPT na advocacia, alguns advogados têm medo de serem substituídos, perdendo lugar no mercado.

Porém, veremos que a melhor saída é a associação da inteligência artificial com a humana. Certamente, em muitas funções a IA já supera as pessoas, mas é importante que os advogados monitorarem e revisem aquilo que é produzido, de forma a minimizar erros.

Por isso, é importante que os advogados comecem a estudar e a dominar realmente essas ferramentas digitais, de modo a se tornarem “duplas completas”. De um lado, a inteligência artificial tem um potencial de executar tarefas com mais rapidez e eficiência; de outro, o advogado tem precisão e conhecimento para aprimorar aquela produção jurídica.

Então, vamos entender melhor neste artigo sobre como as novas tecnologias impactam o mercado jurídico, compreendendo, inclusive, os efeitos do Chat GPT na advocacia. Leia até o final!

3 fases da evolução da tecnologia na advocacia 

Nos últimos anos, a tecnologia tem se mostrado cada vez mais presente no setor jurídico, transformando a maneira como os advogados trabalham. 

Sendo assim, a evolução da tecnologia na área jurídica pode ser dividida em algumas fases, cada uma trazendo novos recursos e soluções para a advocacia:

  • A primeira fase da evolução tecnológica na advocacia foi marcada pela implementação de sistemas de gerenciamento de processos (SGP), que permitiam aos escritórios de advocacia organizar e acompanhar seus processos de forma mais eficiente. Esses sistemas também ajudavam na gestão de prazos, tarefas e documentos relacionados aos processos;
  • Na segunda fase, surgiram softwares específicos para a elaboração de petições e de peças processuais, que ajudavam os advogados a economizar tempo na elaboração desses documentos, ao mesmo tempo em que aumentavam a qualidade e precisão dos mesmos;
  • A terceira fase é caracterizada pela chegada da inteligência artificial (IA) e de outras soluções avançadas, como a automação de tarefas rotineiras, a análise de dados e a geração de insights e recomendações baseados em dados. A IA e outras tecnologias avançadas estão cada vez mais presentes no setor jurídico, ajudando os advogados a tomar decisões mais informadas e eficientes.

A partir daí, alguns efeitos foram perceptíveis com o avanço da tecnologia na advocacia, como que os advogados trabalhassem de forma mais rápida e eficiente, economizando tempo na realização de tarefas rotineiras e repetitivas. Isso, inclusive, permitiu que eles pudessem se concentrar em tarefas mais estratégicas e complexas.

Além disso, a tecnologia também está mudando a forma como os advogados interagem com seus clientes, permitindo que eles forneçam serviços jurídicos mais personalizados e eficientes.

Mas, por outro lado, a implementação de novas tecnologias na advocacia também pode apresentar desafios. Alguns deles são a necessidade de treinamento e capacitação dos profissionais para lidar com essas soluções, bem como questões de segurança e privacidade de dados.

O que é inteligência artificial e automação? 

A inteligência artificial (IA) é uma tecnologia que permite que as máquinas realizem tarefas que, normalmente, exigiriam inteligência humana para serem concluídas. Ela é capaz de aprender, raciocinar, reconhecer padrões e tomar decisões com base em dados e algoritmos.

Já a automação é o processo de utilizar tecnologia para realizar tarefas ou processos de forma automatizada, sem a necessidade de intervenção humana direta. Ou seja, a automação é um processo que pode ser realizado com ou sem a utilização da inteligência artificial.

Uma diferença importante entre inteligência artificial e automação é que a IA pode ser vista como uma evolução da automação, pois ela permite que as máquinas sejam programadas para tomar decisões com base em dados e algoritmos, enquanto a automação é limitada à realização de tarefas específicas de forma automatizada.

O que é Chat GPT na advocacia e como o utilizar?

O Chat GPT é uma ferramenta de IA que te entrega suas solicitações feitas ao robô. De forma ampla, ele funcionaria como uma espécie de assistente virtual bem mais inteligente, que pode otimizar os processos na sua rotina.

A empresa criadora do Chat GPT é a OpenAI, que não tem fins lucrativos. Inclusive, você consegue se inscrever gratuitamente para usá-lo. A OpenAI desenvolve aprimoramentos constantes para a ferramenta evoluir de maneira exponencial, até mesmo com a criação de uma série de aplicativos que possam aprimorar o produto dela.

Uma proposta do Chat GPT é a de que você consiga refinar a IA com os seus próprios dados. Basicamente, você treinará o algoritmo do GPT para conseguir resultados melhores, dentro dos nichos específicos da advocacia, que têm todas as devidas leis e peculiaridades.

Nesse sentido, é possível começar a pensar em aplicações para várias áreas do direito, especificamente com essa tradição de escrita, na qual a maior parte dos advogados gasta quase a integralidade do tempo fazendo petições.

Atualmente, caso você precise redigir peças, contratos ou textos, é possível solicitar ao Chat GPT e ele entregará um conteúdo mais específico do que as buscas que você faz no Google, por exemplo.

Então, se você pedir para ele redigir um contrato, ele redigirá muito rapidamente. Porém, às vezes ele escreve coisas que são aparentemente muito coesas, mas que, ao analisar o conteúdo de forma profunda, você perceberá que há alguma coisa errada, apesar da alta velocidade.

O fato é que hoje em dia, como sempre houve na advocacia, há pessoas que negam a inteligência artificial e que vão deixar para se atualizar quando a coisa já estiver mais evoluída. E, por outro lado, há quem a estuda, testa todos os dias para ver a evolução, e que busca dominar as ferramentas tecnológicas para aplicá-las no direito.

O impacto da inteligência artificial na advocacia

Como visto, a inteligência artificial tem o potencial de revolucionar a advocacia, permitindo que os advogados realizem tarefas de forma mais rápida, precisa e eficiente. Algumas das principais áreas em que a IA está transformando a advocacia incluem a pesquisa jurídica, a análise de documentos e a previsão de resultados.

Pesquisa jurídica com inteligência artificial

A IA pode ajudar os advogados a realizar pesquisas jurídicas de forma mais eficiente e precisa. Desse modo, permite que eles encontrem casos relevantes, estatutos e outras fontes de informação com mais rapidez e facilidade. 

Alguns softwares, como por exemplo o Chat GPT, usam algoritmos de aprendizado de máquina para identificar padrões em grandes conjuntos de dados. Isso pode ajudar a encontrar precedentes relevantes e identificar tendências em decisões judiciais.

Análise de documentos com IA

Ainda, a IA também pode ser usada para analisar documentos de modo a poupar o tempo dos advogados e permitindo que eles se concentrem em tarefas mais estratégicas. 

Nesse sentido, existem softwares, como por exemplo o Kira Systems, que usam algoritmos de processamento de linguagem natural para analisar contratos, petições e outros documentos jurídicos, identificando cláusulas importantes, erros e outros problemas.

Previsão de resultados com inteligência artificial

Por fim, a IA também pode ser usada para prever resultados em casos judiciais, com base em dados históricos e outros fatores relevantes. Alguns softwares de análise preditiva usam algoritmos de aprendizado de máquina para analisar dados de casos anteriores e outros fatores, como o Lex Machina.

Apesar dos benefícios, a implementação da IA na advocacia também pode apresentar desafios, como a necessidade de garantir a precisão e a imparcialidade dos algoritmos usados, bem como questões éticas e de privacidade de dados.

Exemplos do impacto da automação no contencioso

Um exemplo de automação no contencioso é na realização de audiências virtuais. Com ferramentas de automação, é possível agendar audiências, gerenciar convites e enviar lembretes automaticamente.

Ademais, a automação pode ser usada para gravar e transcrever as audiências, permitindo que os advogados revisem facilmente o que foi dito. 

Outro exemplo é o uso de automação para gerenciamento de prazos. Os advogados podem usar softwares de automação para gerenciar prazos processuais e garantir que não haja atrasos ou perda de prazos importantes. 

Dessa forma, esses softwares podem enviar lembretes e alertas automáticos para os advogados e suas equipes, garantindo que as datas de audiências, recursos, protocolos de documentos e outras atividades sejam cumpridas dentro do prazo.

Isso ajuda a aumentar a eficiência do escritório e a evitar a perda de prazos, o contrário poderia trazer consequências negativas para o cliente.

Oportunidades e desafios da IA, automação e Chat GPT na advocacia

As novas tecnologias oferecem inúmeras oportunidades. Dentre elas, destacam-se:

  • o aumento da eficiência;
  • a redução de custos operacionais;
  • a capacidade da inteligência artificial para a análise de grande volume de dados;
  • a possibilidade de automatizar tarefas rotineiras;
  • a redução de erros, uma vez que a tecnologia pode ajudar a reduzir erros em documentos e processos judiciais, melhorando a qualidade do trabalho dos advogados;
  • o aumento da produtividade e da eficiência dos advogados, permitindo que eles otimizem processos e se concentrem em tarefas mais estratégicas e de maior valor agregado para o cliente.


Por outro lado, o uso da inteligência artificial e da automação no contencioso também traz desafios importantes, como:

  • a necessidade de treinamento e atualização dos advogados, que precisam se adaptar a essa mudança tecnológica;
  • preocupações em relação à segurança dos dados e à privacidade dos clientes, o que demanda o desenvolvimento de protocolos adequados para a utilização dessas tecnologias.

Tecnologia, otimização de processos e produtividade com a Freelaw

Quando falamos sobre aumentar a produtividade e trazer eficiência para o trabalho dos advogados, trazemos como exemplo o trabalho da Freelaw. Trata-se de uma forma de aplicar a tecnologia para aumentar a eficiência e reduzir custos na advocacia.

Por meio da contratação de advogados, via assinatura mensal, você consegue solicitar serviços de acordo com a sua necessidade ao longo do mês. Desse modo, o seu escritório terá mais eficiência na elaboração de serviços jurídicos, para que a sua equipe interna trabalhe para proporcionar a melhor experiência possível ao cliente. 

Com a assinatura mensal, você tem mais de 7 mil advogados disponíveis pelo preço de um. Assim, na plataforma da Freelaw, você define seu estilo de escrita, prazos, direciona demandas para diferentes advogados com distintas áreas de atuação e, posteriormente, avalia o serviço prestado de modo a recontratá-los em outra oportunidade.

Contudo, apesar de você não ter dores de cabeça com a gestão de pessoas, pode ser que você não goste do serviço prestado. Aí, ou você pede a revisão da petição para o profissional em questão ou pode solicitar a troca dele, sem custo adicional.

Porém, o advogado que trabalhou não ficará sem receber, já que a Freelaw assume o prejuízo, sem repassá-lo a você. Com o auxílio da tecnologia da plataforma, outro profissional será encontrado para que a sua solicitação seja atendida o mais breve possível.

Para que você comece a perceber os benefícios do uso dessa tecnologia na sua rotina jurídica, o tempo médio é por volta de três meses. Assim, é possível formar uma equipe de advogados para entregar as suas demandas dentro do esperado e com mais previsibilidade. 

Consulte os nossos planos que são a partir de 30 serviços por mês e faça o cadastro gratuito na plataforma por meio deste link.

Assuntos que envolvem tecnologia e inovação estão presentes semanalmente na nossa newsletter. A curadoria de assuntos e de conteúdos vão te ajudar a enxergar a inteligência artificial, o Chat GPT na advocacia, a automação de processos e outros meios como aliados do seu escritório. Essa é uma forma de se destacar em um mercado cada vez mais competitivo e denso!

Clique aqui para assinar a newsletter da Freelaw!

Este conteúdo foi extraído do episódio #176, de mesmo título, do podcast Lawyer to Lawyer. Ele pode ser acessado nos seus players de áudio ou pelo YouTube, no canal da Freelaw. Além deste, você encontrará diversos conteúdos para te motivar a compreender os impactos da tecnologia em IA e Chat GPT na advocacia! 

Inscreva-se em nosso Blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Artigos em destaque

Elabore o dobro de petições sem contratar mais advogados internos

Delegue todas as petições do seu escritório, avalie diferentes advogados e recontrate os profissionais da sua confiança de forma simples e rápida.

Acesse 9.000 advogados para o seu escritório para elaborar petições

Elimine a dor de cabeça causada pela falta de tempo na advocacia!

Delegue suas petições, avalie diferentes advogados e recontrate aqueles da sua confiança.

Fale com um de nossos consultores:

Fale com um Especialista

Obrigada!

Estamos enviando o material para seu email...

Experimente a assinatura freelaw e saia na frente da concorrência

Cadastre-se na plataforma gratuitamente e comece a delegar seus casos.

Você também pode chamar nosso time de vendas no whatsapp agora e receber uma oferta personalizada para seu negócio.

Converse com um dos Consultores da Freelaw para delegar petições