Advocacia empresarial: como atuar, oportunidades e desafios

A advocacia empresarial é uma especialidade que atende às necessidades jurídicas das empresas, fazendo com que as organizações atuem sempre dentro dos parâmetros legais.

Compartilhe

A legislação faz parte do dia a dia de qualquer empresa, seja na hora de lidar com os colaboradores, de fechar novos contratos, pagar impostos ou outras atividades. Por isso, é tão importante que elas sejam acompanhadas por um advogado. 

Entretanto, montar um departamento jurídico ou contratar um profissional específico nem sempre é viável para as organizações devido aos gastos envolvidos. 

Foi assim que surgiu o ramo jurídico da advocacia empresarial, que tem o objetivo de oferecer orientação e suporte às empresas em assuntos jurídicos da sua jornada, de modo a remediar problemas que elas venham a ter com a legislação. 

Se você é um advogado que está em busca de expandir a atuação do seu escritório, se aventurando em novas áreas no mercado, então recomendamos que leia todo o nosso artigo!

Vamos apresentar as oportunidades na advocacia empresarial, mostrar o cenário atual para esse ramo, além de trazer casos concretos de advogados que apostaram nesse campo do direito. Acompanhe: 

Por que atuar na advocacia empresarial? 

Nem sempre os estudantes de direito consideram a possibilidade de atuar na advocacia empresarial, já que outras áreas chamam mais a atenção. 

Mas, essa é uma especialidade que cresceu muito nos últimos anos e quem pretende seguir essa carreira pode aguardar um futuro promissor com muitas oportunidades, especialmente voltadas aos negócios no mundo digital. 

Entretanto, os ganhos desse profissional são influenciados diretamente pela complexidade das situações com que ele consegue lidar. Por isso, ser um advogado  especialista dessa área exige muito estudo e dedicação. 

Quanto mais conhecimento você tiver, mais estará apto para superar casos desafiantes, sendo remunerado proporcionalmente por isso. Então, se você deseja atuar nesse ramo, esteja preparado para uma jornada contínua de conhecimento. 

No episódio 55 do podcast “Lawyer to Lawyer”, conversamos com o advogado Felipe Maia que tem uma extensa trajetória na área da advocacia empresarial. Você pode ouvir esse bate-papo a seguir: 

Como é a advocacia empresarial online no contexto atual? 

Não há dúvidas de que as empresas têm cada vez mais influência na economia e na nossa sociedade como um todo. Porém, junto a essa atribuição, vem também a responsabilidade de que as organizações se adaptem a novos conceitos e práticas. 

Isso faz com que os advogados especializados no direito empresarial ainda mantenham seu espaço no mercado, já que as atividades que fazem parte da rotina das empresas quase sempre esbarram na legislação. 

Nos dias de hoje, esses profissionais trabalham principalmente como consultores, orientando os passos das organizações para garantir que elas sigam os princípios legais, sem enfrentar problemas jurídicos na atualidade ou posteriores. 

Quanto o assunto é o mundo digital, a necessidade de advogados empresariais se torna ainda mais urgente. Os canais online se alteram velozmente e é muito difícil para as organizações conseguirem acompanhar as novas normas tão de perto. 

Desse modo, o advogado empresarial terá a missão de atualizar as empresas em relação às suas obrigações legais, facilitando esses processos. Situação essa que pode aumentar a demanda por escritórios de advocacia especializados no assunto. 

Como funciona o mercado para um advogado empresarial? 

A advocacia empresarial é uma das principais áreas para a atuação de profissionais do direito que desejam viver o empreendedorismo jurídico, já que os escritórios desse ramo costumam trabalhar de modo terceirizado para empresas em geral. 

Normalmente, eles são acionados quando as organizações precisam de assessoria jurídica, ajudando assim na tomada de decisões ou na condução de processos de forma alinhada aos princípios éticos e legais. 

Muito mais do que apenas lidar com questões burocráticas, os advogados empresariais devem ter uma visão panorâmica da organização, apontando sempre a solução mais rápida e eficaz permitida dentro dos trâmites da lei. 

Quanto ganha um advogado empresarial no Brasil? 

A retomada de investimentos no setor privado e o desafiante contexto global financeiro fizeram com que áreas do direito, como a advocacia empresarial, se valorizassem, aumentando a remuneração dos profissionais que atuam nesse ramo. 

Como esse trabalho pode ser feito de forma pontual ou fixa, por meio de escritórios ou em regime freelancer, acaba que os valores variam bastante, mas o comum é que os ganhos dos advogados empresariais sejam maiores que os recebidos em outros ramos jurídicos. 

O grau de formação dos profissionais também é um fator que influencia nos valores dos vencimentos. Ainda é preciso levar em consideração o porte da empresa, que também afeta na remuneração. 

De acordo com uma pesquisa publicada pela Revista Exame, a média dos salários na advocacia empresarial pode ser descrita da seguinte maneira: 

  • Entre 3,7 mil a 7,2 mil reais para advogados no nível júnior;
  • De 5,5 mil a 12 mil reais para advogados no estágio pleno; 
  • Entre 8 mil a 22 mil reais para advogados classificados como sênior. 

A área empresarial foca em quais tipos de serviços jurídicos? 

Muitas pessoas acreditam que o trabalho dos advogados empresariais está restrito aos momentos de crise nas empresas, quando é preciso acionar a assessoria jurídica devido a algum problema de maior repercussão.  

Mas, essa é apenas uma das atribuições desse profissional, que pode atuar principalmente na percepção de problemas futuros, prevenindo às organizações de riscos que elas podem enfrentar, otimizando seus processos e reduzindo custos. 

Na lista abaixo, colocamos os principais tipos de serviços jurídicos prestados por advogados da área empresarial para que você entenda melhor como é a rotina de atuação desses profissionais. Confira: 

  • Formalização de contratos: é missão do advogado empresarial zelar para que os contratos das empresas sejam elaborados minuciosamente e que suas condições sejam colocadas em prática; 
  • Acompanhamento da composição das empresas: qualquer alteração na estrutura dos negócios precisa ser avaliada por um advogado empresarial. Ele terá condições de observar se as mudanças têm caráter legal ou não; 
  • Controle das contratações: a atualização da lei trabalhista no país é constante e uma boa assessoria jurídica deve ficar atenta para que as empresas cumpram as novas regras, sem enfrentar problemas desse tipo;
  • Gerenciamento dos processos de falência: ninguém quer passar por esse momento, mas ter um advogado ao seu lado pode te ajudar a entender melhor as regulamentações de falência e recuperação de negócios no Brasil;  
  • Assessoria jurídica: essa é uma das principais funções do advogado empresarial, que vai acompanhar de perto o dia a dia das empresas, dando conselhos para que as decisões sejam as melhores possíveis dentro da lei. 

Como é a formalização de um escritório de advocacia empresarial? 

Um advogado só conseguirá abrir seu escritório de advocacia empresarial após ter sua carteira profissional aprovada pela OAB. Fora isso, é preciso registrar a atividade da sua empresa, junto à Ordem, para a fiscalização do seu trabalho. 

Além do mais, outro ponto que deve ser observado na gestão dos escritórios de advocacia empresariais é a forma como o atendimento às empresas é realizado. 

Ao contrário das pessoas físicas, as organizações precisam de dados concretos para verificar suas métricas, adequando os objetivos traçados no seu planejamento estratégico à realidade encontrada.  

Por isso, é fundamental que o advogado empresarial esteja ciente dessa diferença para oferecer uma gestão personalizada, disponibilizando o suporte mais completo possível a esse tipo de público.  

Como gerir um escritório de advocacia empresarial? 

Entender que seu escritório de advocacia é uma empresa é o primeiro passo para estabelecer uma boa gestão no seu negócio. Sendo assim, é preciso se atentar a todos os processos e demandas que vão além da prática jurídica. 

Outro fator importante é frisar o alinhamento do seu time para garantir que a qualidade do serviço seja preservada, de forma que nenhum colaborador fique sobrecarregado e haja disposição para aprender cada vez mais. 

No caso dos escritórios de advocacia empresariais, o conhecimento é um aspecto essencial, já que as necessidades das empresas exigem soluções mais especializadas e pontuais. 

Por isso, priorize momentos de feedback e discussão entre os colaboradores, de modo que todos possam se desenvolver a partir de exemplos práticos do cotidiano. Essa é a oportunidade de abrir espaço para o surgimento de soluções inovadoras

Conte também com a ajuda da tecnologia para implementar ferramentas e metodologias digitais que vão otimizar seus processos e garantir maior eficiência na execução do seu trabalho e na entrega de resultados. 

É possível empreender na advocacia empresarial? 

Diante do que já mostramos neste artigo, é possível afirmar que empreender na advocacia empresarial é uma possibilidade concreta para os profissionais do direito, principalmente porque as oportunidades nessa área vêm se expandindo. 

Contudo, ser um advogado empresarial requer uma capacitação intensa que vai desde entender todos os modelos de negócios existentes a conhecer as melhores soluções para problemas frequentes das organizações. 

Também esteja preparado para definir questões mais estratégicas que envolvem a gestão jurídica, como o estabelecimento de um plano de negócio, a organização dos seus processos e até mesmo o planejamento para captar novos clientes

Tendo essa visão, será bem mais fácil iniciar sua jornada de empreendedor na advocacia empresarial, estando pronto para atender as demandas do mercado. 

Exemplo de caso de um advogado especialista em direito empresarial

É sempre inspirador ouvir histórias de profissionais que optaram por se especializaram em uma área e mostraram que é possível fazer a diferença no mercado, mesmo com as adversidades.  

A seguir, você pode ler a jornada de dois advogados que são especialistas em direito empresarial e vem colhendo resultados do seu trabalho nesse ramo. Conheça: 

1. Felipe Maia

A história do advogado Felipe Maia começa em 2003, quando ele se formou em direito na UFMG e foi trabalhar como profissional júnior em uma sociedade de advocacia. 

Nesse período, ele conheceu seu atual sócio, Felipe Brito, com quem montou posteriormente, em 2011, o escritório “Brito & Maia Advogados e Consultores”, que atua nas áreas de litígios, contencioso cível e empresarial. 

Hoje, Maia é mestre em direito empresarial e doutor em direito privado, ambos pela UFMG. Ele ainda trabalha como docente nas faculdades Milton Campos e Ibmec, já tendo lecionado em diversas especialidades do direito empresarial. 

É defensor das práticas colaborativas de solução de conflitos, em especial, da mediação. No seu escritório, o advogado prioriza por executar um trabalho de alta qualidade técnica, atendendo seus clientes de forma bem personalizada. 

2. Gabriel Magalhães 

Gabriel Magalhães é advogado pela Faculdade Milton Campos. Ele ainda é especialista em coaching executivo organizacional e mediação de conflitos, além de ter formação em estratégias de marketing digital.  

Junto com a advogada Júlia Resende, ele é fundador da Freelaw, que tem o objetivo de ajudar os escritórios de advocacia a implementarem ferramentas e técnicas tecnológicas e inovadoras na sua rotina. 

Com a Freelaw, Gabriel desenvolveu uma metodologia para facilitar a negociação entre advogados freelancer e escritórios de forma rápida e digital, reduzindo as demandas jurídicas e agilizando a entrega dos serviços com precisão e qualidade. 

Como foi a realidade da advocacia empresarial durante a pandemia?

Com a pandemia de Covid-19, os escritórios de advocacia tiveram que se reinventar, tendo que substituir o modelo de trabalho presencial, com equipes trabalhando bem próximas, pelo regime remoto

Isso foi certamente um impacto muito grande, principalmente para os escritórios que ainda não tinham passado pela experiência de usar a tecnologia no seu dia a dia

Foi preciso enxergar o momento como uma oportunidade de expandir os negócios da empresa, buscando novos clientes e ampliando a carteira de serviços prestados. 

No caso dos advogados empresariais, foi possível notar que a procura por esses profissionais aumentou, principalmente para lidar com problemas decorrentes da pandemia, como a falência de empresas ou as novas negociações trabalhistas. 

Então, por mais que tenha sido um momento delicado para diversos setores da economia, inclusive para a advocacia, foi preciso estar atento para enxergar as possibilidades do momento, pensando em soluções que atendessem às novas necessidades dos clientes.  

Quais os impactos das audiências telepresenciais na advocacia empresarial?

A pandemia foi realmente um momento desafiador para qualquer empresa, porque quase tudo passou a ser resolvido pelos canais digitais, o que facilitou a comunicação, mas também gerou certo distanciamento entre os agentes envolvidos no processo. 

Para os advogados, ela ainda provocou a necessidade de que eles estivessem disponíveis a todo momento, já que os processos continuaram em andamento e qualquer novidade precisava ser informada aos clientes. 

Mas, devido às circunstâncias, muitas atividades foram adiadas. Então, o momento serviu para aguardar e refletir a respeito de possíveis soluções posteriores.     

Quais as oportunidades e desafios da advocacia empresarial?

A advocacia sempre foi uma atividade bem burocrática com inúmeras etapas a serem realizadas e vários arquivos envolvidos. Durante a pandemia, muitos desses processos, que faziam parte da rotina jurídica, começaram a ser digitalizados

A inserção da tecnologia nos escritórios certamente foi um dos maiores impactos desse período no universo jurídico. Situação que, muitas vezes, era considerada inviável devido à delicadeza do trabalho executado pelos advogados. 

Por isso, ao mesmo tempo em que essa mudança traz inovações para a área do direito, reduzindo custos e aumentando a eficiência das atividades, ela também produz novos desafios, principalmente, em relação ao gerenciamento das equipes. 

Manter seu time alinhado e motivado nunca foi uma tarefa fácil na modalidade presencial, em que todos estavam fisicamente no mesmo lugar. Agora, ela se intensifica ainda mais na era digital e novas soluções precisam ser pensadas. 

A aplicação de boas práticas de delegação de tarefas e o uso de ferramentas digitais, para manter as informações da empresa reunidas e acessíveis à toda a equipe, podem ser estratégias interessantes para minimizar esse efeito.  

O que fazer após a pandemia?

Por não enxergarem seus escritórios como verdadeiras empresas, muitos advogados não acompanham as tendências do mercado e acabam se adequando às novas práticas apenas posteriormente, quando sentem alguma necessidade. 

O conselho que deixamos para os escritórios de advocacia, no período de pandemia (e após também), é que você fique atento a todas as novidades que vêm surgindo, testando novas práticas e ferramentas que podem ser bastantes úteis no futuro. 

Antecipar tendências de gestão, tecnologia e inovação, entendendo como elas podem melhorar a performance do seu negócio, pode ser o caminho para deixar seu escritório à frente no mercado.


Não espere o pós-pandemia para adotar esse posicionamento, comece hoje se informando sobre o assunto! Baixe o nosso e-book gratuito “Tecnologia e inovação para advogados na prática” e dê início a sua jornada de aprendizagem!

Inscreva-se em nosso Blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Artigos em destaque

[ebook]

Transforme a sua equipe em um time ágil e deixe a concorrência pra trás

Descubra como resolver situações como:
gargalos que estão afetando o seu time; acúmulo de tarefas e perda de prazos; dores
de cabeça
com retrabalho e novos clientes fora
da sua área de especialização.

Não se preocupe, a gente também não curte spam!

Obrigada!

Estamos enviando o material para seu email...

Experimente a assinatura freelaw e saia na frente da concorrência

Cadastre-se na plataforma gratuitamente e comece a delegar seus casos.

Você também pode chamar nosso time de vendas no whatsapp agora e receber uma oferta personalizada para seu negócio.

Fale com um consultor